06 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
DISCURSO

Bolsonaro compartilha discurso do presidente do TJMS sobre "fique em casa"

No discurso de posse para a presidência do TJ/MS, o desembargador Carlos Eduardo Contar conclamou os servidores públicos a retornarem a seus postos de trabalhos.

25 janeiro 2021 - 14h00Da Redação
Bolsonaro compartilhou fala do desembargador nas redes sociais
Bolsonaro compartilhou fala do desembargador nas redes sociais - (Foto: Divulgação)
Cassems

Saiba Mais

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), compartilhou nesta segunda-feira (25/1) o discurso do presidente recém-empossado do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) para biênio 2021/2022, o desembargador Carlos Eduardo Contar, que defende o retorno ao trabalho presencial.

Quase no fim de seu discurso durante solenidade realizada na última sexta-feira, 22, o desembargador Contar pediu que o Judiciário sul-mato-grossense desprezasse os "picaretas" que afirmam "fiquem em casa" e convocou os servidores a retornarem aos trabalhos, pondo fim "à esquizofrenia e palhaçada midiática fúnebre".

A posse foi transmitida por videoconferência.

Assista aos trechos:

Trechos
Quando começou a falar da pandemia, o novo presidente do TJ/MS afirmou que este "seria o momento de falar sem ser interrompido" e considerou o presente cenário como "histeria coletiva, mentira global, exploração política, louvor ao morticínio".

Leia a íntegra do discurso:

"é a oportunidade de considerar as coisas como se apresentam, combatendo a histeria coletiva, a mentira global, a exploração política, o louvor ao morticínio, a inadmissível violação dos direitos e garantias individuais, o combate leviano e indiscriminado a medicamentos que - se não curam, e isto jamais fora dito - podem, simplesmente no campo da possibilidade, ajudar na prevenção ou diminuição do contágio, mesmo não sendo solução perfeita e acabada."

O desembargador também criticou a imprensa e a classificou como "corrompida e partidária":

"neste tempo de caça às bruxas onde até o simples direito de manifestar qualquer opinião que não seja a da grande mídia corrompida e partidária (...) Voltemos nossas forças ao retorno ao trabalho, deixemos de viver conduzidos como rebanho para o matadouro daqueles que veneram a morte, que propagandeiam o quanto pior melhor, desprezemos pois o irresponsável, o covarde e picareta da ocasião que afirma 'fiquem em casa', 'não procurem socorro médico com sintomas leves', 'não sobrecarreguem o sistema de saúde'."

Por fim, chamou os servidores públicos a retornarem para os seus trabalhos, para pôr fim à esquizofrenia e palhaçada midiática fúnebre, honrando nossos salários e nossas obrigações".

Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE