24 de fevereiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Curiosidades

Mais de 8 mil já assinaram petição para deportar Justin Bieber dos EUA

25 janeiro 2014 - 10h10

Mais de 8 mil "anti-fãs" de Justin Bieber nos Estados Unidos assinaram uma petição online no site da Casa Branca para deportar o astro teen de volta para o Canadá. "Ele não está apenas ameaçando a segurança de nossa população como também é uma péssima influência para a juventude de nossa nação", defende a petição, que precisa de 100 mil assinatura para necessitar uma resposta oficial da Casa Branca.

Justin Bieber foi detido em Miami na manhã dessa quinta-feira (23) sob múltiplas acusações, incluindo dirigir sob influência de substância alcoólica, disputar racha e resistir à prisão. O cantor foi fichado, processado e pagou fiança de US$ 2,5 mil. Apesar de ter aparecido sorrindo na foto de sua ficha criminal, fontes contaram ao jornal britânico "Daily Mail" que o cantor chegou a chorar dentro da prisão.

Bieber, de 19 anos, mantinha-se "de baixo perfil", um dia depois de ser detido pela polícia, dirigindo embriagado, sob efeito de maconha e em alta velocidade, em Miami Beach, na Flórida.

Muitos de seus 49 milhões de seguidores no Twitter manifestaram seu apoio ao astro, adotando a hashtag # WeWillAlwaysSupportYouJustin (Nós sempre iremos apoiá-lo Justin).

Além de dirigir sob o efeito de entorpecentes, pesam contra Justin acusações por resistir à prisão e por conduzir com a carteira vencida. Pela primeira acusação, de álcool e drogas, o jovem foi solto depois de pagar uma fiança de US$ 2.500.

Como muitos artistas não americanos, Bieber vive e trabalha nos Estados Unidos, graças ao visto O-1, de acordo com o veículo especializado "Hollywood Reporter".

"Para se qualificar para um visto O-1, o beneficiário deve demonstrar uma habilidade extraordinária por aclamação nacional, ou internacional e deve vir temporariamente aos Estados Unidos", explica a página do serviço de cidadania e imigração do governo americano.

Diana Scholl, da American Civil Liberties Union, que fica em Washington, sugeriu que Bieber pode conseguir evitar a deportação, graças à sua fortuna e à fama.

"Qualquer outro imigrante nessa situação, de ser preso, muito provavelmente ia se cansar na detenção migratória até ser deportado", comentou Scholl, no site da ACLU.

Em 2013, informa a revista Forbes, Bieber faturou US$ 58 milhões.

"Se o ICE (Serviço de Imigração e Controle de Aduanas dos Estados Unidos) quiser investigá-lo, pode ter um caso", declarou o advogado especializado em Temas Migratórios Michael Wildes, ao site ABCNews.com.

Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE
TJ MS