18 de janeiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
CLIMA

Chuvas na região do Pantanal estão 130% acima do previsto, aponta meteorologista

13 janeiro 2021 - 10h42 Por Rogério Alexandre Zanetti

Ao vivo para o programa Giro Estadual de Notícias na manhã de hoje (13), o metereologista Natalio Abraão comentou sobre as condições do tempo e clima para Mato Grosso do Sul para hoje e os próximos dias.

Na ocasião, o profissional que atual no Centro de Monitoramento do Tempo da Universidade Anhanguera, apontou que teremos uma quarta-feira chuvosa em quase todo o Estado, principalmente na região do Pantanal.

De forma didática, o profissional explicou aos ouvintes como se dá as precipitações de chuva no Pantanal, região que foi bastante castigada com a seca dos últimos meses. Segundo ele, em um prazo entre três e quatro horas, as cidades de Corumbá e Ladário alcançaram um índice pluviométrico de 158 milímetros de chuva, bastante alto já que o esperado para o mês de janeiro era de 145 milímetros. Isso significa que o grande volume de chuvas vai contribuir decisivamente para o fim definitivo das queimadas da estação.

Índice pluviométrico é uma medida em milímetros, resultado do somatório da quantidade da precipitação de água num determinado local durante um dado período de tempo. O índice é calculado em milímetros. Se dissermos que o índice pluviométrico de um dia, em um certo local, foi de 2milímetros, significa que, se tivéssemos nesse local uma caixa aberta, com 1 metro quadrado de base, o nível da água dentro dela teria atingido 2 mm de altura naquele dia. 

Na entrevista para os jornalistas João Flores Junior, Carlos Ferreira e Rogério Alexandre Zanetti, Abraão também explicou as variações e diferenças entre os fenômenos climáticos El Niño e La Niña, entre outras questões.

Confira a entrevista completa no player.