28 de novembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
SESI - Campanha Industria Geração de Empregos 2
ELEIÇÕES 2020

Candidato do PDT a prefeito aposta em experiência e ousadia para desenvolver Campo Grande

22 outubro 2020 - 11h30 Por Rosana Siqueira

Ousadia em desenvolver projetos nas áreas de infraestrutura, além de ações voltadas para melhoria de questões como educação, saúde, cultura, transporte, minorias, segurança pública, agricultura, mulheres, esporte, meio ambiente e turismo em Campo Grande. Estas são as principais propostas apresentadas pelo Deputado Federal Dagoberto Nogueira, que é candidato a prefeito de Campo Grande pelo PDT. Ele foi o entrevistado desta quinta-feira (22) do Giro Estadual de Notícias do Grupo Feitosa de Comunicação.

Formado em Direito e Administração, Dagoberto Filho foi diretor regional da União Nacional dos Estudantes, na época em que ainda vivia em São Paulo. O candidato mudou-se para Campo Grande em 1983. No final dos anos 1980, foi secretário de Justiça, Trabalho e Ação Social do Mato Grosso do Sul. Também foi diretor do Detran no estado.Atualmente, Dagoberto ocupa seu terceiro mandato como deputado federal.

O candidato diz que sempre teve o sonho de ser prefeito de Campo Grande. “É a segunda vez que saio candidato. Quero colocar minha experiência a serviço de Campo Grande, porque não podemos mais votar em quem não tem experiência administrativa”, salientou.

Entre as propostas do candidato estão conceber projetos de infraestrutura, valorização dos servidores, mudanças e melhorias no transporte público e educação de tempo integral.“A gestão de uma capital é um desafio e exige, além de tudo ter a ousadia de desenvolver projetos em duas grandes perspectivas: uma série de ações para solucionar certos gargalos que depende de vontade política, a outra é desenvolver projeto futurísticos”. Ele frisou que busca a valorização e a qualificação do professor, parceria com universidades pública para avaliação seriada para ingresso na universidade, além da inclusão da capoeira como disciplina. Atendimento médico familiar com equipe multiprofissional para atendimento em casa e valorização dos profissionais.

Na avaliação de Nogueira, Campo Grande “precisa mudar, se renovar”. “O prefeito não pode ficar sentado na cadeira. Se quero trazer industria então devo buscar. Quero oferecer vantagens e pra isso tenho que procurar estas empresas e oferecer atrativos para que venham se instalar aqui”, acrescentou.

Na área de saúde ele salienta que a meta é melhorar os serviços por meio de informatização de sistemas, prioridade para idosos e crianças e valorização dos profissionais. “Eu sei que vou dar conta da saúde. É um setor que gasta 38% do orçamento. Por isso temos que ter saúde de excelência”, admitiu.

O transporte coletivo foi outro ponto abordado na entrevista. “Temos que abrir a caixa preta do transporte. Na Capital o serviço é um dos piores e alta tarifa. Eles prometeram que iam botar ônibus novo não fizeram nada. É um caos, aonde teria que pegar não vai, não chega aos bairros não cumpre a função social. Por isso minha proposta é de fazer um enfrentamento", finalizou.

A entrevista completa você confere no player.

Departamento de Operações de Fronteira - Disque Denúncia