22 de janeiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
campo grande

Sem 'pegação': Casais contam experiências após se conhecerem por meio de site de relacionamento

O site de relacionamento tem o intuito de unir faixa etária que tem mais dificuldades de encontrar um "amor para vida toda"

26 novembro 2020 - 10h30Carlos Ferreira
Shirlei Pires e Paulo Sérgio Calábaria se conheceram no Coroa Metade
Shirlei Pires e Paulo Sérgio Calábaria se conheceram no Coroa Metade - (Foto: Divulgação)
MÊS DA ECONOMIA COMPER

Em consequência do isolamento social é natural que a população deixe de frequentar locais badalados para encontrar a sua cara metade. Recorrer a aplicativos de relacionamentos tem sido uma alternativa para quem ainda está solteiro. Pensando em unir pessoas acima de 40 anos, o jornalista e empresário Airton Gontow, 58, decidiu criar o Coroa Metade. O site de relacionamento tem o intuito de unir faixa etária que tem mais dificuldades de encontrar um "amor para vida toda". A ideia deu certo, tanto que Mato Grosso do Sul é o 17º estado que mais tem pessoas cadastradas no portal.

Gontow teve a iniciativa após conversar com amigos que estavam com dificuldades de encontrar alguém para se casar. “A ideia surgiu no fim de 2012 durante uma festa entre amigos da época de escola. Muitos queixaram-se da superficialidade das relações atuais, principalmente por serem momentâneas, sentindo assim a necessidade de companhias duradouras e dispostas a acolher, sem medo, a bagagem familiar um do outro e compartilhar um futuro a dois”, explica.

O empresário então criou o site de relacionamentos gratuito, voltado para um público mais maduro. Com a ideia de formar casais acima dos 40, o empresário se gaba de ter formado 83 casais por meio do site. “Já temos 83 casamentos realizados, além de centenas de namoros. Isso sem contar as pessoas que saem do site ao começar a namorar e depois não voltam para contar o que aconteceu. Eu e minha esposa conhecemos pessoalmente muitos desses casos”, confessa.

Em Mato Grosso do Sul, o site tem cadastrado 58% de mulheres e 42% de homens. As sul-mato-grossenses também são a maioria com 62% quando o assunto é demonstrar interesse ao namoro do que as outras opções disponibilizadas.

Os pombinhos Shirlei Pires, 56, e Paulo Sérgio Calábaria, 57, são frutos desse empenho profissional. Estão juntos desde o primeiro encontro presencial, que só veio a ser planejado após várias conversas pelo chat. Apesar de ter conhecido alguns senhores “interessantes, educados, respeitáveis e sinceros”, a mulher conta que a “transparência e clareza das idéias” do atual parceiro, fizeram com que esse se destacasse dos demais, justamente por corresponder ao que ela procurava. “Concentrei-me nas pessoas maduras como eu, resolvidas e independentes, que buscassem cumplicidade, honestidade, confiança e companheirismo. Enfim, tudo aquilo que um relacionamento sério deve ser”, afirma.

Hélio Faria e Vera Garcia hoje estão felizes e bem casados - (Foto: Divulgação)

Outro casal que se conheceu pelo site é Vera Garcia, 48, e Hélio Faria, 61, que tiveram o primeiro contato pelo site e após um ano de namoro estão casados.  “Era muito caseira, tinha medo, mas ganhei o incentivo da minha mãe para sair atrás de uma opção. Conheci o Hélio e ficamos conversando apenas pelo site no começo, não passei nenhuma informação de e-mail ou telefone pessoal, pesquisava tudo que ele me falava e até fazia algumas perguntas para ver se ele se contradizia. Depois de um mês de conversas pelo site, e-mail e telefone, nos conhecemos pessoalmente e logo vi que tudo o que ele falava e demonstrava ser era verdade”, conta.

Ela aconselha que as pessoas sejam totalmente honestas e diretas em seus perfis nos sites de relacionamento. Ela deixou bem claro em seu perfil que é deficiente física, devido a um desabamento em sua casa quando tinha 11 anos, em que teve o braço direito amputado.

Entretanto, embora receba um retorno positivo, o criador do site adverte sobre os vários perigos que podem ser encontrados em sites de relacionamento. “Diante de tal perigo, o site tem os botões de denúncia quanto às condutas preconceituosas ou suspeitas, além de alertas de proteção a todos os usuários. Como reforço, tem também as Dicas de Postura e Segurança, com o intuito de proporcionar uma navegação responsável e ética que podem vir a ser úteis em qualquer outro site.

Hoje com 540 mil cadastros, o site só prova que a “procura pela cara metade” tornou-se muito mais acessível em um ambiente virtual focado especialmente a um público maduro que, sem abrir mão da privacidade e discrição, possui a oportunidade de vivenciar experiências e encontros marcantes, talvez pra vida toda.

Quer sugerir uma pauta ou contar sua história para o Light? Mande a sugestão para o nosso e-mail: redacao.acritica@gmail.com, pelo nosso WhatsApp (67) 9 9974-5440 ou pelo direct de nosso Facebook ou Instagram.

Banner Whatsapp Desktop