30 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Campanha Bonito Seguro - Fase 2
SAÚDE DE MS RECONHECIDA

Santa Casa é “case” de sucesso em congresso nacional de filantrópicas

O presidente da Santa Casa, Dr. Esacheu Nascimento, será um dos palestrantes da mesa sobre cases de sucesso na filantropia e deve falar sobre as alterações feitas na gestão da Santa Casa

26 julho 2018 - 14h02Da redação com assessoria
A evolução da Santa Casa de Campo Grande em relação a suas instalações e sua produção vêm chamando à atenção operadores de filantrópicas de fora do Estado
A evolução da Santa Casa de Campo Grande em relação a suas instalações e sua produção vêm chamando à atenção operadores de filantrópicas de fora do Estado - Foto: Divulgação
Fort  Atacadista - 21 ANOS

A Santa Casa de Campo Grande foi escolhida como “case” de sucesso a ser apresentado durante o XIII Congresso Nacional das Operadoras Filantrópicas de Planos de Saúde que acontece dias 25 e 26 em São Paulo. O presidente da Santa Casa, Dr. Esacheu Nascimento, será um dos palestrantes da mesa sobre cases de sucesso na filantropia e deve falar sobre as alterações feitas na gestão da Santa Casa, o investimento no atendimento do setor privado, as ações de benchmarking e a experiência de ter um plano de saúde próprio.

Em entrevista à CMB/RSF, Dr. Esacheu Nascimento disse que quando assumiu a Santa Casa de Campo Grande, havia uma situação difícil, com R$ 160 milhões em dívidas e o hospital estava degradado. “Nesses dois anos foi possível recuperar fisicamente boa parte do hospital. Ainda estamos adquirindo os equipamentos, realizando treinamentos, oferecendo mais de 140 cursos para humanizar e melhorar tecnicamente nossos profissionais, especialmente de enfermagem”, explicou.

De acordo com o presidente, essas melhoras proporcionaram um aumento no faturamento do privado. “Saímos de 97% de atendimento SUS para 80%, ampliando a receita privada. Nós vemos o lado filantrópico, mas temos uma visão focada no negócio. É filantrópico, mas tem que ter resultados positivos. Vamos apresentar esse caso de gestão que tem dado certo para nós, incluindo a criação do plano de saúde e como estamos nos posicionando em Campo Grande. Fizemos uma parceria com uma administradora de planos de saúde e vamos disputar o mercado de igual para igual”, afirmou.

O plano de saúde da Santa Casa começou em 2015 e, agora, estão estudando a possibilidade de compartilhar o plano com os hospitais associados à Febesul. “Estivemos negociando com alguns hospitais a possibilidade de colocarem um ponto de venda do plano de saúde da Santa Casa e, ao mesmo tempo, atender esses pacientes na atenção básica e média complexidade. Se o caso se tornar de alta complexidade, os hospitais poderão remover o paciente para a Santa Casa de Campo Grande. Essa proposta estamos fazendo com todos os hospitais filantrópicos, mas começando pelos que são associados à Febesul”, explicou.

A evolução da Santa Casa de Campo Grande em relação a suas instalações e sua produção vêm chamando à atenção operadores de filantrópicas de fora do Estado e isto fez com que a Rede Saúde Filantrópica convidasse Nascimento a apresentar a realidade da Santa Casa no XIII Congresso com o aval da Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas.

Banner Whatsapp Desktop
ALMS
PMCG