25 de janeiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
senar curso
SAÚDE

Plantão de vacinação conta a gripe acontece em 5 unidades neste fim de semana

Mesmo com o plantão de atendimento neste fim de semana, a Campanha foi prorrogada até 9 de junho

27 maio 2017 - 06h00
Foram imunizadas até o momento 119.387 pessoas, o que representa 60,38% do público-alvo
Foram imunizadas até o momento 119.387 pessoas, o que representa 60,38% do público-alvo - Divulgação
MÊS DA ECONOMIA COMPER

Cinco unidades de saúde estão escaladas neste sábado (27) e domingo (28) para aplicar as doses da vacina contra a gripe na população recomendada pelo Ministério da Saúde. A vacinação acontece das 7h30 às 11h e das 13h às 17h nos Centros Regionais de Saúde Nova Bahia, Tiradentes, Aero Rancho, Coophavila e na Unidade Básica de Saúde (UBS) Coronel Antonino.

Mesmo com o plantão de atendimento neste fim de semana, a Campanha foi prorrogada até 9 de junho. Foram imunizadas até o momento 119.387 pessoas, o que representa 60,38% do público-alvo.

Quem deve se vacinar?

O Ministério da Saúde recomenda a vacinação para indivíduos com 60 anos ou mais de idade, crianças na faixa etária de 6 meses a menores de cinco anos, as gestantes, as puérperas, os trabalhadores de saúde, os povos indígenas, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade, os funcionários do sistema prisional e professores (público ou privado) do ensino básico, médio e superior.

O que é preciso para se vacinar?

Para receber a dose, todos devem apresentar o Cartão Nacional de Saúde (CNS) e/ou número prontuário da rede de saúde de Campo Grande (Hygia); documento pessoal de identificação; e, a caderneta de vacinação (caso tenha).

Além dos documentos exigidos para todos, os profissionais de saúde devem apresentar a carteira do conselho ou holerite; as gestantes e puérperas: cartão da gestante, laudo médico ou exames com identificação; e os indígenas: cadastro na SESAI.

Já os professores devem apresentar um holerite e os documentos obrigatórios para todos do grupo de risco. Os portadores de doenças crônicas precisam apresentar e deixar nas unidades de vacinação, cópia do laudo indicando a doença ou uma receita, ambos com carimbo e assinatura do médico.

 

Banner Whatsapp Desktop
Senar
TJ MS