31 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
CIDADES

Equipamento que será usado para prevenir desabastecimento de água já está em Corumbá

A informação é que o equipamento será montado em breve e os testes serão realizados

26 setembro 2020 - 07h30
O dirigente acrescentou que caso a medida não surta efeito e  o rio baixe o nível ainda mais será implantado no local as bombas antifibrias e bombas submersíveis.
O dirigente acrescentou que caso a medida não surta efeito e o rio baixe o nível ainda mais será implantado no local as bombas antifibrias e bombas submersíveis. - (Foto: Chico Ribeiro)
Fort  Atacadista - 21 ANOS

A Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) enviou esta semana para Corumbá o equipamento com bombas flutuantes, como forma preventiva, para evitar o desabastecimento de água no município caso o rio Paraguai baixe ainda mais.

A informação é que o equipamento será montado em breve e os testes serão realizados. O anúncio da medida foi feito, nesta quinta-feira (24.09), em reunião com o diretor presidente Walter B. Carneiro Jr, o diretor de Engenharia e Meio Ambiente, Helianey Paulo da Silva, e o titular da Semagro  (Secretaria de Estado do Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck.

 “O Governo do Estado decretou emergência ambiental e nós montamos uma sala de crise hídrica coordenada pela Agencia Nacional de Águas e Saneamento na qual estamos monitorando a questão crítica”, ressaltou Verruck.

Carneiro Junior destacou: “Estamos com um equipamento de bomba flutuante, que será a nossa primeira tentativa, onde vamos produzir 500 metros cúbicos de água. Vamos monitorar dia a dia para ver se resolve”,  disse o diretor-presidente que afirmou, ainda, que a mesma iniciativa já foi implementada em Ladário.

O dirigente acrescentou que caso a medida não surta efeito e  o rio baixe o nível ainda mais será implantado no local as bombas antifibrias e bombas submersíveis. “Vamos trabalhar com o plano A e com o plano B”.

O diretor-presidente da Sanesul enfatizou as medidas realizadas pelo Governo do Estado. “O governador Reinaldo Azambuja levantou recursos de mais de 100 milhões de reais, em captação hídrica, distribuição e tratamento. Em breve estaremos inaugurando uma nova estrutura de tratamento na nossa regional, para dar ainda mais qualidade e certificar essa água que vem do rio”.

 

 

 

Banner Whatsapp Desktop
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
AL MS