20 de janeiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
agentes

Agentes vistoriam 3,1 mil casas e recolhem 2 caminhões de lixo durante ação no Iracy Coelho

Em menos de uma semana, os agentes de endemias vistoriaram 3,1 mil imóveis e recolheram dois caminhões de materiais inservíveis

25 novembro 2020 - 16h40
Desde o início do mês de novembro as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti têm sido intensificadas em Campo Grande
Desde o início do mês de novembro as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti têm sido intensificadas em Campo Grande - (Foto: Prefeitura de Campo Grande)

Desde o início do mês de novembro as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti têm sido intensificadas em Campo Grande. Como forma de reduzir os índices de proliferação do mosquito nas regiões mais críticas, a Prefeitura de Campo Grande executa iniciativas estratégicas, como a ação “Cidade Limpa”, realizada no bairro Iracy Coelho. Em menos de uma semana, os agentes de endemias vistoriaram 3,1 mil imóveis e recolheram dois caminhões de materiais inservíveis.

Os trabalhos foram iniciados na última terça-feira (25) e finalizados nesta quarta-feira (25). As equipes da Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais (CCEV) percorreram as ruas do bairro vistoriando imóveis e terrenos baldios e realizando a limpeza e recolhimento de lixo em pontos mais críticos. Os servidores atuaram ainda na sensibilização e orientação da população para reforçar a importância das medidas preventivas a fim de combater o vetor da dengue, zika e chikungunya.

Por conta da pandemia de Covid-19, os cuidados foram redobrados durante as visitas. Além de usarem obrigatoriamente os Equipamentos de Proteção Individual (EPI), como máscaras, ao entrar em contato com o morador, os agentes deverão questionar se há algum caso suspeito ou confirmado no domicílio e se há pessoas pertencentes ao grupo de risco. Em caso de negativa, o trabalho é realizado mantendo o distanciamento e sem contato.

“Esse é um trabalho fundamental para garantir o controle mecânico e eliminação dos potenciais criadouros do mosquito, além de, sobretudo, conscientizar os moradores sobre a necessidade de cada um fazer a sua parte, uma vez que 80% dos focos são encontrados dentro das residências”, reforça a superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (SESAU), Veruska Lahdo.

Conforme o balanço divulgado pela Coordenadoria de Vetores, durante as vistorias, foram encontrados e eliminados 141 focos do mosquito, em sua maioria, já com a presença de pupas, fase do ciclo que antecede o mosquito adulto, além de 2,6 mil depósitos potenciais criadouros do vetor.

O Aedes aegypti passa por quatro etapas até chegar a forma de mosquito: ovo, larva, pupa e forma adulta. Este ciclo varia de acordo com a temperatura, disponibilidade de alimentos e quantidade de larvas existentes no mesmo criadouro.

“Em condições ambientais favoráveis, as fases de ovo à forma adulta podem ocorrer de 7 a 10 dias. Por isso, a eliminação de criadouros deve ser realizada pelo menos uma vez por semana para que o ciclo de vida do mosquito seja interrompido”, destaca a superintendente.

Casos

De janeiro até o dia 24 de novembro foram confirmados 12.450 casos de dengue no município de Campo Grande. Apesar de expressivos, os números são inferiores aos registrados no mesmo período do ano passado, onde foram confirmados 19.647 casos e oito óbitos.

Orientações

Para controlar a proliferação do mosquito é preciso evitar água parada, em qualquer época do ano, mantendo bem tampado tonéis, caixas e barris de água, caixas d’agua; acondicionar pneus em locais cobertos; remover galhos e folhas de calhas; não deixar água acumulada sobre a laje; encher pratinhos de vasos com areia até a borda ou lavá-los uma vez por semana e fazer sempre a manutenção de piscinas.

Além disso, é importante trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana; colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas; fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais; manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo; tampar ralos; catar sacos plásticos e lixo do quintal, entre outras medidas que impeçam o acúmulo de água e de sujeiras.

Banner Whatsapp Desktop