05 de dezembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
maracaju natal
bolsonaro

'Nós estamos fazendo mais com menos', diz Bolsonaro no Maranhão

"A bancada do Maranhão é aquela que proporcionalmente mais tem dispensado recursos em suas emendas, quer seja de bancada, quer seja individual, para o bem do seu Estado", disse

29 outubro 2020 - 11h51
Presidente Jair Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro - (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Fort Atacadista Natal

Durante visita técnica às atividades de restauração do trecho da BR-135, no Maranhão, o presidente Jair Bolsonaro destacou nesta quinta-feira, 29, que "obras são essenciais" e que o seu governo tem feito "mais com menos". Sem a presença do governador Flávio Dino (PCdoB) no evento, Bolsonaro destacou também a relação do Executivo com os parlamentares do Estado.

"A bancada do Maranhão é aquela que proporcionalmente mais tem dispensado recursos em suas emendas, quer seja de bancada, quer seja individual, para o bem do seu Estado", disse. Na sequência, o mandatário agradeceu aos parlamentares presentes no local. "Agradeço a Deus pelo trabalho que vocês fazem por um Estado que é pobre mas tem tudo para despontar como um dos mais pujantes no futuro. Obras são essenciais. Nós estamos fazendo mais com menos", afirmou.

Bolsonaro voltou a repetir que o governo não tem casos de corrupção e atribuiu isso aos "ministros e parlamentares também que trabalham em conjunto visando um só objetivo, o bem-estar do seu Estado e do nosso Brasil".

Em seu discurso, o presidente destacou ainda a atuação do Exército brasileiro. "O Exército brasileiro não é meu não é seu, é nosso, é o Exército do Brasil. É uma honra muito grande ter um Exercito brasileiro com esse grau de patriotismo e dedicação à pátria." Na sequência, Bolsonaro parabenizou o ministro Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional, que hoje completa 73 anos.

Na chegada em São Luís, o presidente provocou aglomerações ao parar para cumprimentar apoiadores. A visita do presidente ao Estado ocorre após críticas públicas ao governador Flávio Dino. Depois de acusar Dino de não ceder o efetivo da Polícia Militar para a segurança presidencial na semana passada, Bolsonaro disse a apoiadores na terça-feira, 27, que era preciso "tirar o PCdoB" do Maranhão.

Dino rebateu as críticas e negou a acusação garantindo que Bolsonaro "não enfrentaria protestos e teria a proteção da polícia do Maranhão" durante sua passagem pelo Estado nesta semana. No período da tarde, Bolsonaro cumprirá agenda em Imperatriz (MA).

Banner Whatsapp Desktop
Comper sem sair de casa

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

O que você pretende fazer com o 13º salário?

Votar
Resultados
Natal Comper
Departamento de Operações de Fronteira - Disque Denúncia
PREF DE MJU