08 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
SERGIO DANESE

Indicado para Embaixada na Argentina será sabatinado nesta quinta-feira

Diplomata de primeira-classe, Danese foi indicado por Temer

7 junho 2016 - 12h05Da redação, com informações da Agência Senado
Diplomata de primeira-classe, Danese foi indicado por Temer
Diplomata de primeira-classe, Danese foi indicado por Temer - Agência Senado
Cassems

Está marcada para quinta-feira (9), na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), a sabatina do diplomata de primeira-classe Sergio Danese, indicado pelo presidente interino, Michel Temer, para embaixador do Brasil na Argentina. A votação na comissão deve ocorrer em seguida.

O relator da matéria é o senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES). Ele lembra em seu relatório que a Argentina tem o segundo maior produto interno bruto (PIB) da América do Sul, tendo atingido em 2015 "algo próximo de U$ 585 bilhões". A comunidade brasileira vivendo hoje naquele país gira em torno de 47 mil pessoas.

O senador destacou ainda a aproximação que passou a ocorrer entre os dois países desde a década de 1980, a partir do fim dos respectivos regimes militares.

- Isso forneceu as bases para a criação do Mercosul na década de 90. A Argentina é nosso segundo maior destino de exportações financiadas pelo BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social], tendo recebido 3,47 bilhões de dólares - disse o senador.

Ferraço também destacou a presença de capital brasileiro hoje em diversos setores da economia argentina, como nos de mineração, siderúrgico, alimentício, bancário, automotivo e têxtil. Os investimentos brasileiros na Argentina, informou o senador, superam US$ 12 bilhões, e o intercâmbio comercial total já atingiu US$ 23 bilhões.

O senador lembrou ainda que, segundo dados fornecidos pelo Itamaraty, em 2015 o Brasil foi o principal destino das exportações argentinas. O Brasil é também o país que mais exporta para seus vizinhos, perfazendo o total de 21,8% das importações. No ano passado, mais de 50% da pauta de exportação do Brasil para a Argentina foi formada por automóveis e máquinas mecânicas. (Agência Senado)

Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE
Cassems