26 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
PMCG
POLÍTICA

Deputados da base e oposição aprovam revogação de decreto presidencial

25 maio 2017 - 12h01
O FLOR DA MATA - NOTICIAS

Base aliada e oposição aprovaram nesta quinta-feira, 25, a revogação do decreto presidencial que autorizava o emprego das Forças Armadas para Garantia da Lei e da Ordem (GLO).

O líder do DEM na Câmara, Efraim Filho (PB), disse que o decreto cumpriu sua finalidade, que era garantir a segurança e a integridade das pessoas. Já o deputado Alessandro Molon (Rede-RJ) afirmou que a medida do governo era "desproporcional".

Molon lembrou que a medida não havia sido solicitada pelo governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB), tampouco pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que solicitou apenas o reforço da Força Nacional. O deputado considera que o governo Temer "perdeu o controle da situação" e optou por uma medida "ilegal". "O governo está muito frágil e acuado, tomando medidas improvisadas e desproporcionais", concluiu Molon.

Alguns oposicionistas reagiram com ironia. "Era o decreto decrépito", definiu o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ).

Efraim disse que o decreto visava impedir cenas como as vistas na Venezuela, onde manifestantes têm suas vidas em risco nos protestos de rua. Segundo o líder do DEM, o governo precisava tomar uma decisão célere para evitar o caos em Brasília, com depredação de patrimônio público e violência generalizada.

"Era preciso agir de forma rápida para garantir a integridade física das pessoas. Pior seriam mortes, cenas de sangue, violência, como acontece na Venezuela, por exemplo, onde o sangue de jovens que vão protestar acaba ficando nas mãos do governo", comentou.

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já sabe em quem votar para prefeito de seu município?

Votar
Resultados
TJ MS INTERNO
pmcg ms
TJ MS