21 de janeiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
AO VIVO Acompanhe a transmissão do jornal GIRO ESTADUAL DE NOTÍCIAS
Transmitido simultaneamente para as emissoras do Grupo Feitosa de Comunicação
POLÍTICA

Convalidação de isenções fiscais deve ser votada na próxima semana, diz deputado

16 maio 2017 - 13h51

A votação no plenário da Câmara do projeto que regulariza benefícios fiscais concedidos por Estados sem autorização do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) deve ficar para a próxima semana. A previsão é do líder do governo na Casa, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). Segundo ele, o foco desta semana é a votação de quatro medidas provisórias enviadas pelo Executivo e que estão próximas de caducar.

Como mostrou ontem o Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, ainda não há consenso sobre o texto do projeto. Relator do projeto na Câmara, o deputado Alexandre Baldy (PTN-G) afirmou que há duas propostas em negociação. Uma defendida pelo secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Eduardo Guardia, e pelo Estado de São Paulo. E outra defendida pelo próprio relator e pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e que, segundo Baldy, conta com apoio dos Estados do Nordeste.

De acordo com o relator, a proposta do Ministério da Fazenda é para que as isenções concedidas por Estados sem aval do Confaz sejam reduzidas gradualmente em um prazo de 15 anos, sendo um 1% anualmente durante os dez primeiros anos e 18% anualmente nos últimos cinco anos. "Essa é a proposta defendida pelo secretário-executivo da Fazenda, que comprou briga por São Paulo", disse Baldy ao Broadcast.

A proposta defendida pelo relator prevê anistia de sete anos para as isenções e redução gradual após esse período, sendo 10% anualmente entre o oitavo e o décimo ano e de 14% nos últimos anos. O relator afirma que, se não houver negociação, colocará o texto do projeto aprovado pelo Senado em votação na Câmara. O texto aprovado pelos senadores prevê anistia de 15 anos para isenções, que acabariam de uma só vez após esse período.

Banner Whatsapp Desktop