08 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
COMISSÃO AVALIA POSITIVAMENTE 1ª FASE DE VACINAÇÃO NA CAPITAL

Comissão de vereadores analisam positivamente 1ª fase de vacinação em Campo Grande

A campanha emergencial de vacinação teve início no último dia 19 na Capital

25 janeiro 2021 - 15h00Da Redação
A Comissão se reuniu na primeira reunião
A Comissão se reuniu na primeira reunião - (Foto: Isaías Medeiros)
Cassems

Os vereadores que integram a Comissão criada para acompanhar a compra e aplicação das vacinas contra a Covid-19 em Campo Grande realizou, nesta segunda-feira (25), a primeira reunião técnica e deliberaram uma visita ao Instituto Butantan, responsável pela produção da responsável pela produção da vacina Coronavac. A campanha emergencial de vacinação teve início no último dia 19 na Capital.

“Nessa reunião, com uma representante da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), avaliamos o andamento da campanha, para darmos um suporte a mais, se necessário. Também deliberamos uma visita técnica ao Instituto Butantan, um ou dois vereadores. Vamos conhecer onde a vacina está sendo feita, para conhecer e trazer novas informações”, avaliou o vereador Dr. Sandro Benites, que integra a comissão.

A comissão foi oficializada no início da última semana e conta ainda com os vereadores Beto Avelar, Clodoilson Pires, Dr. Jamal e Professor André Luiz, que também participaram da reunião. O encontro teve ainda a presença da assessora da Sesau, Dinaci Ranzi e definiu, ainda, uma reunião semanal com o prefeito Marquinhos Trad para acompanhar o andamento das ações de imunização. 

O parlamentar ainda avaliou o andamento da campanha em Campo Grande e adiantou que a Comissão irá fazer uma sugestão à Sesau: a inclusão dos indígenas que não estão aldeados no grupo prioritário. “A campanha tem ido bem, com prioridade aos profissionais de saúde, que tem contato com o público doente, e os idosos asilados, o grupo de maior risco. Por enquanto, temos um saldo muito positivo. Vamos fazer a sugestão de priorizar não apenas os indígenas aldeados, mas, também, os não aldeados, principalmente os que são dos grupos de risco”, finalizou.

A Casa de Leis aprovou a compra das vacinas, de maneira unânime, durante sessão extraordinária não remunerada realizada no último dia 13.

O projeto de lei 9.921/21, já sancionado pelo prefeito Marcos Trad, prevê a compra em caráter emergencial, em conformidade com a Medida Provisória 1026/21, e busca facilitar a compra das vacinas, insumos e artigos necessários. Ela foi aprovada em regime de urgência, em única discussão e votação.

Além disso, a Casa instituiu a Comissão para acompanhar a compra de vacinas com eficácia comprovada contra o novo coronavírus e o cumprimento do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 e/ou pelo Plano Municipal de Imunização contra a Covid-19, nos termos da Lei n. 6.542, de 13 de janeiro de 2021.

Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE