26 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
JBS - Covid 19
POLÍTICA

Bancada do PPS defende renúncia de Temer e aprovação de PEC para eleições diretas

18 maio 2017 - 12h14

A bancada do PPS na Câmara defende a renúncia do presidente Michel Temer e a convocação de eleições diretas para Presidência da República, afirmou nesta quinta-feira, 18, o líder do PPS na Casa, deputado Arnaldo Jordy (PA).

"As denúncias, se confirmadas, são de extrema gravidade. Não é possível admitir presidente participando de reunião para comprar silêncio de qualquer réu. É incompatível com a figura da presidência", afirmou Jordy em entrevista à imprensa.

O líder defendeu a aprovação de Proposta de Emenda à Constituição (PEC) de autoria do deputado Miro Teixeira (Rede-RJ) que, na prática, permite a realização de eleições diretas para presidente. Hoje, se o cargo ficar vago, a Constituição prevê que o novo presidente seja escolhido por eleição indireta.

O PPS integra a base aliada do governo Temer no Congresso. O partido, que tem uma bancada de nove deputados e um senador, comanda dois ministérios: o da Defesa e o da Cultura, com os deputados Raul Jungmann (PE) e Roberto Freire (SP), respectivamente.

Os ministros avaliam entregar os cargos. Integrantes do partido se reuniram na manhã desta quinta-feira e avaliaram que a situação de Temer é muito grave.

O desembarque oficial, porém, só será anunciado após reunião da Executiva Nacional da sigla.

Banner Whatsapp Desktop
TJ MS INTERNO

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já sabe em quem votar para prefeito de seu município?

Votar
Resultados
FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)
pmcg ms
TJ MS