25 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
JBS - Covid 19
CASA DAS LEIS

Audiências buscam ‘mecanismos de construção’ para pôr fim a impasse

A análise é do presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador Professor João Rocha, que presidiu a primeira audiência pública sobre o assunto

24 maio 2017 - 17h13Da redação
Divulgação
O FLOR DA MATA - NOTICIAS

A realização de mais de 20 audiências públicas regionalizadas em várias cidades, reunindo uma documentação robusta para ser enviada aos órgãos de fiscalização e controle, é uma forma concreta de buscar mecanismos para por fim ao impasse sobre a paralisação das obras da BR-163.

A análise é do presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador Professor João Rocha, que presidiu a primeira audiência pública sobre o assunto, realizada na manhã desta quarta-feira (24), na Casa de Leis.

“Queremos sair dessa audiência com mais informações do que entramos nela. Produzir os efeitos do que realmente uma audiência busca: colher informações, subsídios, para buscar soluções. É um mecanismo de construção de uma solução. Há uma licitação, um contrato, e vamos unir forças para que esse contrato seja cumprido”, disse Rocha.

Na última semana, representantes de diversas cidades que margeiam a BR-163 estiveram na Câmara de Campo Grande. Todos cobraram a retomada imediata das obras, ou, pelo menos, a suspensão da cobrança dos pedágios.

Nos próximos dias, cada município realizará uma audiência pública. Após todas as reuniões, um documento será formatado e entregue a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), Ministério dos Transporte e a própria CCR MSVia, concessionária responsável pela duplicação da rodovia.

“Daqui, retiramos um material rico para elaborar um documento robusto. Queremos, ao provocar essa audiência, resolver o problema da duplicação. O objetivo desse movimento é a retomada da obra, é isso que queremos”, finalizou.

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você apoia o retorno do ensino presencial em escolas públicas ainda no ano de 2020?

Votar
Resultados
TJ MS INTERNO
pmcg ms
TJ MS