05 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul

Deputada Mara Caseiro conseguiu mais de R$ 3 milhões para projetos culturais em MS

Mara contou com os deputados federais Beto Pereira, Rose Modesto e Vander Loubet

15 janeiro 2021 - 16h30Assessoria de comunicação
Deputada estadual Mara Caseiro (PSDB)
Deputada estadual Mara Caseiro (PSDB) - (Foto: Secom MS)
Cassems

Enquanto diretora-presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, a deputada estadual Mara Caseiro (PSDB) conquistou o apoio de três deputados federais e do Governo do Estado, para a realização de projetos culturais nas áreas de Música e Teatro. No total, as emendas parlamentares e os recursos estaduais somam R$ 3.150.000,00.

“Graças à sensibilidade dos deputados federais Beto Pereira, Rose Modesto e Vander Loubet, bem como do governador Reinaldo Azambuja, a equipe da Fundação de Cultura poderá pôr em prática projetos de difusão, fomento e aquisição de bens em prol da cultura sul-mato-grossense. Agradeço de coração o apoio desses parlamentares e de todos que trabalharam para que essas ações sejam colocadas em prática”, declarou Mara Caseiro.

Presidente da Fundação de Cultura por quase dois anos, a deputada tomou posse do mandato na Assembleia Legislativa em novembro do ano passado. “Apesar de não estar mais no cargo de diretora-presidente da FCMS, continuo empenhada em trabalhar pela valorização da nossa cultura. Sei que o Gustavo (diretor-presidente interino Gustavo de Arruda Castelo) tem o desejo e a capacidade de promover ações e viabilizar grandes projetos em favor dos diversos segmentos culturais. Meu gabinete sempre estará de portas abertas para ele, e todos que querem fazer o melhor para a cultura do nosso Estado”.

Projeto MS CirculaSom

Para viabilizar o Projeto MS CirculaSom, a deputada federal Rose Modesto (PSDB) destinou R$ 400.000,00 para que municípios do interior tenham shows musicais de artistas regionais consagrados, promovendo e difundindo a rica produção musical sul-mato-grossense. Essa proposta também conta com recurso do Governo do Estado no valor de R$ 400.000,00.

O MS CirculaSom também tem o propósito de estimular o desenvolvimento da produção musical e valorizar o artista sul-mato-grossense, tanto o de expressão regional como o local. Ao todo serão realizados 18 shows, em 18 municípios de diferentes regiões do Estado, a serem escolhidos dentre aqueles que nunca foram atendidos por esse tipo de evento e com baixos índices de IDH. Na programação totalmente gratuita, a cada edição, se apresentarão 02 artistas/bandas musicais de MS de relevante e comprovada notoriedade, e 01 artista local.

Projeto Circuito Viva Teatro

Com R$ 500.000,00 de emenda parlamentar do deputado federal Vander Loubet (PT) e R$ 50.000,00 de recurso do Estado, o projeto “Circuito Viva Teatro”, consiste na apresentação e circulação de 10 espetáculos teatrais ou de linguagem circense, por meio de 10 caravanas que realizarão simultaneamente durante 08 (oito) dias, apresentações artísticas em diferentes municípios de Mato Grosso do Sul, totalizando ao fim de 8 dias, 80 apresentações. Além disso, também haverá a realização de 01 Mostra Festiva de todos os 10 espetáculos em Campo Grande.

“O projeto possibilitará o acesso da população a uma programação artística totalmente gratuita, e a democratização da produção teatral e valorização do fazer artístico por meio da seleção pública de 10 espetáculos”, ressaltou o diretor-presidente da FCMS, Gustavo de Arruda.

Projeto Mais Música

Com o intuito de fomentar a música instrumental e desenvolver o gosto por novas ambiências musicais, o deputado federal Beto Pereira (PSDB) destinou R$ 1.500.000,00 para o projeto “Mais Música”, que visa a aquisição de instrumentos musicais, para doação aos municípios selecionados por chamamento público, para o aparelhamento de suas Bandas Marciais e Fanfarras. O projeto conta também com o recurso do governo estadual no valor de R$ 300.000,00.

A proposta prevê a entrega de instrumentos musicais a vários municípios de MS, para o aparelhamento das bandas marciais, fanfarras e/ou orquestras com o intuito de fomentar especificamente a atividade em questão e a cultura local. “Esperamos que esses projetos comecem a ser realizados ainda neste semestre. Nosso desejo é que fiquemos livres o quanto antes dessa pandemia da Covid-19, para que as pessoas possam usufruir com tranquilidade dessas ações culturais pensadas justamente para o bem-estar delas. A cultura enriquece a alma e é extremamente importante para a saúde mental e emocional de todos nós. Que a vacina contra esse novo coronavírus chegue logo para toda a população”, finalizou Mara Caseiro.

Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE