02 de dezembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
SESI - Campanha Industria Geração de Empregos 1
chapadão do sul

"Uma brincadeira", disse tio-avô do menino com coleira no pescoço

O autor do crime menosprezou o ato cometido contra o garoto de dois anos

21 outubro 2020 - 21h36Da Redação
Menino de dois anos de idade deitado em um colchão e amarrado por uma coleira
Menino de dois anos de idade deitado em um colchão e amarrado por uma coleira - (Foto: Reprodução)
Fort Atacadista Natal

O homem de 37 anos, preso em Chapadão do Sul por amarrar uma coleira ao pescoço de um menino de 2 anos, disse que foi apenas uma brincadeira o ato cometido com o garoto. Detido na tarde de ontem (20), o tio-avô da criança também é suspeito de cometer violência doméstica contra sua sobrinha, uma jovem de 19 anos.

O autor do delito negou que tenha agido com violência à mãe do menino e que sua ação com o pequeno, definida por ele em vídeo como “castigo”, foi brincando com a situação. As informações foram dadas pelo delegado Felipe Potter, que está à frente do inquérito.

Entenda o caso

Na tarde desta terça-feira (20), uma criança de dois anos foi filmada estando amarrada por uma coleira no pescoço em Chapadão do Sul. O ato foi cometido pelo tio-avô, 37, que, enquanto grava o vídeo, justifica a ação como um castigo ao menino por ser “arteiro”.

“Que eu faço com menino arteiro? Ponho na corda. Tá preso. É arteiro”, disse o homem. A imagem desprezível mostra o garoto deitado num colchão, vulnerável às ações do tio-avô.

 

A Polícia Civil do município ficou sabendo do ocorrido e prendeu o autor da violência por maus-tratos. Ainda segundo a corporação, o homem é suspeito de cometer violência doméstica contra sua sobrinha, mãe do menino. 

Encaminhado a uma unidade policial, o homem responderá pelos crimes de injúria e ameaça contra a mulher e maus-tratos ao menino.

Banner Whatsapp Desktop
Comper sem sair de casa

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

O que você pretende fazer com o 13º salário?

Votar
Resultados
PREF DE MJU
Departamento de Operações de Fronteira - Disque Denúncia