28 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
EM RIO BRILHANTE

Suspeito de extorquir e estuprar uma mulher no último fim de semana é preso

Ao menos outras duas vítimas da extorsão, que se deram da mesma forma, já foram identificadas

1 outubro 2020 - 09h10Da Redação
A Polícia Civil ainda investiga a possibilidade de haver outras vítimas do suspeito, que deverão procurar a Delegacia para o registro da ocorrência
A Polícia Civil ainda investiga a possibilidade de haver outras vítimas do suspeito, que deverão procurar a Delegacia para o registro da ocorrência - (Foto: Divulgação)
Fort  Atacadista - 21 ANOS

Ontem (30), a Polícia Civil, após representação do Delegado de Polícia de Rio Brilhante, cumpriu mandado de prisão temporária de um suspeito de ter praticado estupro no último final de semana.

O homem, que já possuía passagens por crimes análogos, teria estuprado a vítima após tê-la extorquido, exigindo dinheiro para que não fossem divulgados supostos vídeos íntimos da vítima com um companheiro. Os supostos vídeos e fotos teriam sido feitos clandestinamente pelo suspeito, enquanto a vítima se relacionava com um companheiro dentro de um veículo em via pública.

De acordo com as investigações, o suspeito se aproveitava de casais que se relacionam dessa forma, em via pública, os abordava de forma violenta, afirmando ter vídeos e exigindo dinheiro para que não fossem divulgados.  Ao menos outras duas vítimas da extorsão, que se deram da mesma forma, já foram identificadas.

A Polícia Civil ainda investiga a possibilidade de haver outras vítimas do suspeito, que deverão procurar a Delegacia para o registro da ocorrência. São garantidos às vítimas todo o sigilo e a discrição necessários para a apuração do fato.

A Polícia Civil enaltece a coragem da vítima e das testemunhas em comunicar o fato e informa que está sempre à disposição para a proteção delas e de todos que necessitam. Destaca-se ainda que as investigações prosseguirão e o suspeito só deverá ser considerado culpado, após o trânsito em julgado de eventual condenação.

Banner Whatsapp Desktop
PMCG
TCE - Devolução Auxílio Emergencial