24 de novembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
multicasas novo
POLÍCIA

Agente penitenciário é preso após tentar entregar celular a preso

O Agepen responderá pelo crime de introdução de aparelho celular em estabelecimento prisional, cuja pena pode chegar a um ano de prisão

3 junho 2017 - 10h15Da redação com informações da assessoria
Foram encontrados com o agente, um smartphone desligado, um carregador, um fone de ouvido e dois chips para celular
Foram encontrados com o agente, um smartphone desligado, um carregador, um fone de ouvido e dois chips para celular - Divulgação
Fort Atacadista Natal

A POLÍCIA FEDERAL de Três Lagoas prendeu em flagrante um Agente Penitenciário do Presídio de Segurança Média de Três Lagoas/MS, entrando no Presídio com um aparelho celular e dois chips que seriam entregues a um detento.

As investigações começaram após informações no sentido de que A.M.F.C, 43 anos, recebia dinheiro de familiares e comparsas de presos para entrar na penitenciária da Três Lagoas com celulares e chips. Ontem, 2 de junho, quando se preparava para iniciar seu turno de trabalho na Penitenciária, A.M.F.C foi abordado pelos policiais federais e durante revista foram encontrados, ocultos na jaqueta do Agepen, um smartphone desligado, um carregador, um fone de ouvido e dois chips para celular.

Ao ser questionado sobre a origem e destino do celular e dos chips, A.M.F.C. optou por ficar em silêncio. O Agepen responderá pelo crime de introdução de aparelho celular em estabelecimento prisional, cuja pena pode chegar a um ano de prisão. Por se tratar de crime de menor potencial ofensivo e A.M.F.C. ter se comprometido em comparecer à Justiça sempre que for solicitado, ele foi solto após interrogatório e responderá em liberdade.  

Banner Whatsapp Desktop
Departamento de Operações de Fronteira - Disque Denúncia