24 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
Comércio

Vendas de material de construção fazem comércio subir 0,6% em novembro

3 dezembro 2009 - 10h05
Reprodução
Fort  Atacadista - 21 ANOS
Prorrogação do IPI da linha branca e crédito estimulam varejo de bens duráveis. Após ter amargado vários meses de queda (foram sete nos últimos dez meses), a atividade varejista do segmento de materiais de construção reagiu em novembro, crescendo 2,2% em relação ao mês anterior. Tal fato contribuiu para mais um mês de variação mensal positiva (a décima segunda consecutiva) no movimento do varejo nacional. Assim, de acordo com o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio, houve crescimento de 0,6% na atividade varejista do mês passado (novembro/09) em comparação a outubro/09, já efetuados os devidos ajustes sazonais. Na comparação anual, novembro/09 registrou alta de 15,8% em relação a igual mês de 2008, a maior taxa de crescimento anual desde julho de 2008, que havia sido de 19,3% contra julho de 2007. Apesar da queda mensal de 0,6% em novembro/09 (a segunda mensal consecutiva), o setor de Veículos, Motos e Peças registrou avanço de 32,1% na comparação com novembro/08. Já o segmento de Móveis, Eletroeletrônicos e Informática avançou 25,8% em novembro de 2009 em relação ao mesmo mês de 2008. Por sua vez, o setor de Tecidos, Vestuário, Calçados e Acessórios apontou elevação de 19,3% nesta mesma base de comparação. O destaque de queda, na comparação anual, continua sendo o segmento de Material de Construção que, apesar do avanço mensal de 2,2% em novembro/09, ainda exibiu acentuado recuo ante o mesmo período de 2008 (queda de 13,4% em novembro/09 contra novembro/08). Outro segmento que se destacou em novembro/09 foi o de Móveis, Eletroeletrônicos e Informática que, com a prorrogação de parte do incentivo fiscal do IPI e com as melhores condições de crédito, registrou crescimento mensal de 2,7% no movimento das lojas que comercializam tais produtos. Cabe destacar que a recente decisão do governo de reduzir o IPI do setor moveleiro deve introduzir estímulos adicionais neste ramo varejista. No acumulado do ano de 2009, o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio registrou crescimento de 5,7%, liderado pelo setor de Móveis, Eletroeletrônicos e Informática, com alta de 11,7%. Em seguida, destacam-se os setores de Veículos, Motos e Peças (crescimento de 6,6%) e o de Tecidos, Vestuário, Calçados e Acessórios (alta de 5,5%). Os únicos segmentos que apresentaram queda de atividade no acumulado anual foram o de Combustíveis e Lubrificantes (-1,8%) e o de Material de Construção (-14,7%).
Banner Whatsapp Desktop
Annelies
TCE - Devolução Auxílio Emergencial