28 de novembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
 campanha Águas em Ação 3 - NOV da Águas Guariroba
Geral

Vale Renda pode ter aumento de 8,4%

6 agosto 2009 - 17h35
Fort Atacadista Natal

  O valor pago mensalmente pelo governo estadual no Programa Vale Renda deverá subir de R$ 120,00 para R$ 130,00 no ano que vem. O anúncio foi feito pelo governador hoje (06) em Tacuru, onde ele se encontrou com beneficiários e entregou novos cartões magnéticos de saque, que completam o atendimento a 282 famílias.

  A Secretaria Estadual de Trabalho e Assistência Social (Setas) realizou no município reunião socioeducativa com os beneficiários do Vale Renda. A reunião é parte do trabalho permanente juntos às famílias. Neste mês, o tema trabalhado são as ações de política social voltadas para esse público.

  Do encontro no Ginásio Mancini e Lopes participaram principalmente mulheres, titulares do cartão de benefício e muitas crianças. No encerramento da reunião, o governador conversou com as famílias e comunicou que pretende elevar o valor do Vale Renda para manter o poder de compra. “O que o Vale Renda compra hoje, não compra mais em 2010, por isso vamos enviar um projeto à Assembléia, e, com apoio dos deputados, fazer o reajuste”.

  No evento que aconteceu em seguida, na Câmara de Vereadores, André revelou que o possível percentual de correção será de 8,4%. “O Vale vai passar para R$ 130,00 no começo do ano que vem”, afirmou.

  Embora tenha atingido a meta prevista, Puccinelli anunciou também que o número de contemplados poderá crescer em Tacuru, para atender a uma demanda identificada pela prefeitura. “Não queremos fazer injustiça, por isso mandamos atender primeiro aos que mais precisam. Agora, além de aumentar o valor, vamos ver se aumentamos a quantidade de pessoas no programa”.

  Enquanto anuncia melhorias e extensão da cobertura do Vale Renda, o governador indica que características positivas do programa vão ser mantidas. No encontro com as famílias nos municípios, André Puccinelli tem feito consultas sobre a preferência por continuar recebendo o Vale em dinheiro, em vez de o governo comprar e distribuir bens de consumo. Em Tacuru, a unanimidade é pelo benefício financeiro. Também favorável a esse modelo, o governador diz que, além do dinheiro, a forma como ele é pago também é uma forma de garantir cidadania. “Entregamos o cartão, com nome de vocês, que é para vocês serem clientes do banco, serem respeitados”, destacou.

  Muitos das famílias são da área rural, moradoras do Assentamento Água Viva, como a doceira Loreci Casagrande do Prado. Ela faz da renda recebida do programa o impulso para sua produção artesanal, e multiplica o ganho vendendo os quitutes. “Esse dinheiro é que me ajuda a comprar todo o material pra fazer os doces. Tudo custa dinheiro, até o vidro eu preciso comprar”, conta. Laranja, mamão, leite, abóbora, e uma série de outras matérias-primas ganham cor e sabor especial nas mãos de Loreci. Na reunião, ela entregou ao governador uma amostra da produção feita com uma variedade especial de laranja.

  A notícia de que mais pessoas do município serão atendidas alegrou o prefeito Claudio Barcelos. “Muitas pessoas precisam do Vale Renda porque não tem condições de trabalhar. Não é caso de preguiça, é de necessidade mesmo”.

  O encontro com as famílias e o lançamento e inauguração de obras em Tacuru contou com as presenças dos deputados estaduais Onevan de Matos, Paulo Correa e Zé Teixeira; dos prefeitos da região Antônio Cavalcante (Mundo Novo); Dirceu Lanzarini (Amambai); e Rudi Paetzold (Coronel Sapucaia); do presidente da Câmara, Esaú Martins, vereadores e lideranças indígenas.

 

Banner Whatsapp Desktop
Comper sem sair de casa

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

O que você pretende fazer com o 13º salário?

Votar
Resultados
Departamento de Operações de Fronteira - Disque Denúncia