26 de fevereiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
IPVA 2021
AO VIVO Acompanhe a transmissão do jornal GIRO ESTADUAL DE NOTÍCIAS
Transmitido simultaneamente para as emissoras do Grupo Feitosa de Comunicação
Direito

Uma nova lei municipal assegura meia-entrada para doadores de sangue

Embora já exista uma legislação estadual de 2010, que garante meia-entrada para doadores de sangue e medula óssea em espaços culturais e esportivos, os vereadores de Campo Grande reforçaram o benefício com uma lei promulgada no dia 20. Na prática, quem é doador fidelizado já possui desconto de 50%, ou a popular meia entrada, em eventos culturais e esportivos, tais como: cinemas, pontos turísticos e estádios, independente de data e horário. A lei municipal, por sua vez, reaplica o que disposto na Lei Estadual nº 3.844, de 10 de fevereiro de 2010, que já previa o mesmo benefício e foi ampliada no ano passado para atender também os doadores de medula óssea.
O benefício, no entanto, se restringe apenas a quem possui carteira de identificação como doador. Esta é emitida pela Hemorrede, vinculada a SES (Secretaria Estadual de Saúde), e disponibilizada para pessoas que realizaram ao menos três doações no período de dois anos.
Inscrito como doador de sangue e medula desde 2008, o inspetor da PRF, Anderson Francisco Sidrack, 47 anos, avalia que o incentivo pode ajudar mais pessoas a entrarem no cadastro de doadores fidelizados. Ele também lembra que o objetivo deve ser de salvar vidas, mas há também a possibilidade de se usufruir de isenção em concursos públicos estaduais, como preconiza a Lei Estadual nº 2.887, de 21 de setembro de 2004.
O advogado Gabriel Corrêa de Faria, 25 anos, já utilizou o recurso da isenção em concursos. Há quatro anos, ele doa sangue e também está inscrito para doar medula óssea, que exige compatibilidade com o paciente que necessite da intervenção. 
Por outro lado, o policial militar Paulo Doreto, reforça que as doações devem ser sempre um “ato altruísta”. “Não se pode pensar que todo ato bom será recompensado, mas também pode ser um reconhecimento e ajudar na divulgação de como funciona a doação as pessoas que ainda tem receio de doar”, comenta Paulo, que desde os 18 anos realizada doações regulares e já conseguiu convencer os irmãos a fazer o mesmo.
 
Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE
TJ MS