22 de janeiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
AO VIVO Acompanhe a transmissão do jornal GIRO ESTADUAL DE NOTÍCIAS
Transmitido simultaneamente para as emissoras do Grupo Feitosa de Comunicação
Biden

Trump diz que deixará Casa Branca se colégio eleitoral eleger Biden

Ainda sem aceitar resultado das eleições, republicano faz declaração mais próxima de admitir a derrota até agora

26 novembro 2020 - 19h48
Presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que deixará Casa Branca se colégio eleitoral votar contra ele durante discurso a soldados americanos
Presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que deixará Casa Branca se colégio eleitoral votar contra ele durante discurso a soldados americanos - (Foto: Andrew Caballero-Reynolds/AFP)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quinta-feira, 26, que deixará a Casa Branca em 20 de janeiro de 2021 caso os delegados do Colégio Eleitoral confirmem a vitória de Joe Biden na eleição de 3 de novembro. "Se eles fizerem isso, vai ser um erro", disse, em rápida entrevista a repórteres logo após ligação em vídeo para integrantes das Forças Armadas americanas.

O republicano, no entanto, voltou a dizer que não aceita o resultado do pleito e repetiu acusações de fraude em massa, embora não tenha apresentado provas. "Vai ser algo muito difícil, para mim, admitir a derrota, porque sabemos que houve fraude", alegou, recusando-se a revelar se pretende comparecer à posse de Biden.

Segundo levantamento da Associated Press, o postulante democrata conquistou 306 delegados, acima dos 270 necessários para se eleger, enquanto o presidente obteve 232. Após cada estado certificar os resultados, os delegados se reunirão para votar em Washington D.C em 14 de dezembro. Pela lei, eles são obrigados a escolher o candidato que obteve mais votos em seu estado.

Banner Whatsapp Desktop