02 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Internacional

Tempestade causa 15 mortes nos EUA e ameaça com temperaturas glaciares

4 janeiro 2014 - 12h30
A primeira grande tempestade do ano nos Estados Unidos, "Hércules", causou a morte de pelo menos 15 pessoas ontem (3), seu segundo dia sobre o nordeste do país, onde a neve e os fortes ventos devem ser seguidos, nos próximos dias, por uma onda de frio que deve fazer com que as temperaturas despenquem para abaixo dos 20 graus negativos.
 
A neve - que atingiu 60 centímetros em alguns pontos - e os intensos ventos obrigaram o cancelamento, pelo segundo dia consecutivo, de milhares de voos, mais de três mil, e atrasos em outros sete mil. Além disso, restringiu os transportes terrestres e causou o fechamento de escolas e edifícios governamentais em 22 estados.
 
Como consequência da tempestade, pelo menos 15 pessoas morreram em casos relacionados com a tempestade, como acidentes de trânsito e hospitalizações por hipotermia. Milhares de americanos ficaram sem luz em seus lares e locais de trabalho.
 
As baixas temperaturas provocaram também a ruptura de tubulações, causando inundações e evacuações em lojas, teatros e hospitais em algumas áreas de Boston.
 
Com o fim das tempestades de neve, o frio polar deve representar o maior perigo nos próximos dias, de modo que as autoridades advertiram à população para que se proteja contra as baixas temperaturas, que podem atingir o mínimo histórico de 20 graus negativos.
 
As autoridades locais em diferentes estados informaram sobre a ocorrência de pelo menos outras 11 mortes relacionadas direta ou indiretamente com as condições meteorológicas.
 
A primeira grande tempestade de neve de 2014 afeta um terço do país, ou seja, a mais de cem milhões de pessoas, e mantém em situação de emergência os estados de Nova York e Nova Jersey, além de causar graves complicações em Massachusetts, Illinois, e Pensilvânia.
Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE