07 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Educação

Sesi e Senai abrem vagas para programa de Inglês pelas redes sociais

27 fevereiro 2014 - 12h29
Todos querem aprender Inglês
Todos querem aprender Inglês - Reprodução / site New York School
Cassems
Ao longo do mês de março, as escolas do Sesi e do Senai em Mato Grosso do Sul começam o processo para selecionar 102 alunos do 1º e 2º anos do Ensino Básico articulado com a Educação Profissional para participar do Programa Conexão Mundo, que oferecerá aulas de Inglês via Facebook, Hangouts e uma plataforma de ensino a distância. Do total de 102 estudantes, 43 serão da cidade de Dourados, 27 de Três Lagoas e 32 de Corumbá, enquanto em todo o Brasil serão selecionados dois mil estudantes de 33 escolas do Sesi e Senai de 18 estados.
 
Após as aulas, os cinco estudantes de MS que apresentarem maior evolução, tanto no curso de Inglês, quanto no ensino regular, viajarão gratuitamente para os Estados Unidos para um intercâmbio cultural de duas semanas. Para concorrer, o aluno deve estar matriculado em uma das escolas do Sesi e Senai do Estado, onde fará uma prova para avaliar os conhecimentos de fala, leitura, audição e escrita.
 
Segundo o técnico do Sesi do Estado, Hudson Perdomo, que participou de capacitação na metodologia do Conexão Mundo 2014 feita em Brasília (DF), os alunos que participarem do programa terão uma grande oportunidade de troca de experiências. “Com o Conexão Mundo, conseguiremos conectar o povo dos Estados Unidos com o povo sul-mato-grossense e daremos uma grande oportunidade para os alunos de aprender Inglês de uma forma interativa”, pontuou.
 
Perdomo acrescenta que durante a estadia nos Estados Unidos os cinco estudantes sul-mato-grossenses selecionados terão a oportunidade de exercitar o aprendizado da Língua Inglesa a partir do convívio com os seus monitores e com as famílias americanas das casas onde ficarão hospedados. Já a gerente de educação do Sesi, Simone de Figueiredo Cruz, reforça que o Conexão Mundo é um Programa que ensina o idioma de um jeito diferente, além de abrir portas e mostrar novas oportunidades aos estudantes.
 
“Essa é mais uma iniciativa para melhorar a qualificação dos jovens estudantes, um grande apoio da indústria para a qualificação dos jovens para o mundo do trabalho; com certeza, esse aluno sairá com mais bagagem”, afirmou Simone.
 
O curso tem duração de cinco meses e é distribuído em três etapas.
 
O Programa
 
Na primeira, os alunos participam das aulas virtuais, que são feitas pelo Facebook, Hangouts (bate-papos com webcam pelo Google) e a plataforma de aulas Top Notch, um site especializado no ensino de Inglês. Nas aulas e atividades a distância, os alunos interagem pela internet com monitores americanos, sendo que cada monitor será responsável por uma turma de dez a 12 alunos.
 
Depois dos dois primeiros meses, na segunda etapa, os monitores americanos vêm ao Brasil para dar aulas presenciais durante um mês. Essas aulas ocorrem de segunda a sexta-feira, no fim do mês de junho até julho, no período de férias dos alunos, e envolvem dinâmicas, jogos e simulação de situações comuns do mercado de trabalho. Em seguida, a terceira etapa segue com mais dois meses de aulas pela internet.
 
Finalmente, os 5% dos alunos que se destacaram durante o programa ganham 15 dias de imersão nos Estados Unidos. Na viagem, eles ficam em casas de família, conhecem escolas, universidades, museus, entre outros, tudo para praticar o que aprenderam.
Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE