19 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
al outubro2
Televisão

Série da HBO aborda a partir dessa semana o mal de Alzheimer

Divulgação
Fort  Atacadista - 21 ANOS

  Produzida pela HBO Documentary Films, a série de documentários O projeto Alzheimer (The Alzheimer’s project) estreia na terça-feira, 4, na HBO. São quatro episódios que fazem um emocionante retrato do Mal de Alzheimer, doença degenerativa que destrói a memória - entre outras funções neurológicas - e que, segundo a Organização Mundial de Saúde, atinge 18 milhões de pessoas pelo planeta.

  O primeiro episódio, “As fitas perdidas da memória”, mostra sete pessoas diagnosticadas com o mal, variando nesse caso o período em que convivem com a doença e seu estágio. Entre as histórias está a de Woody, que pertenceu a um grupo de cantores e que vive em uma casa desenvolvida especialmente para abrigar homens e mulheres que sofrem de Alzheimer. Em um momento, Woody é levado pela filha e a mulher para reencontrar seu antigo grupo. Perdida pelas ruas, a filha diz: “Estamos dando voltas”. Ao que mãe responde, após repetir diversas vezes ao marido para onde estão indo: “É o que acontece com nossa vida”. 

  Em outro caso, Yolanda, que também vive em uma residência especial, acredita que sua imagem no espelho é sua melhor amiga e que cobras ficam enroscadas em sua cadeira. Atormentada, ela não se recorda do filho, Roberto, mas se lembra de seus cachorros do passado. Quando Roberto também faz menção aos cães, Yolanda dispara: “Como você pode saber? Eu não te conhecia naquela época”. É um exemplo que estampa a marcante e amarga experiência de um filho não ser reconhecido pela mãe.

  Esse e os demais episódios - “Vô, você sabe quem eu sou?”, com Maria Shriver (produtora executiva de O projeto Alzheimer, junto com Sheila Nevins), “Avanços na Ciência” e “Cuidadores”, com transmissão semanal - foram desenvolvidos pela equipe que fez um projeto premiado, Vício (Addiction). Para o vice-presidente de conteúdo da HBO Latin America, Gustavo Grossman, exibir o documentário é gratificante porque “ele contribui para a conscientização sobre a doença”. 

  A HBO fez parcerias com entidades de combate ao Mal de Alzheimer na região. No Brasil, o apoio é dado à Federação Brasileira de Associações de Alzheimer (Abraz). Nos Estados Unidos, onde o projeto foi desenvolvido, o National Institute on Aging é um dos apoiadores. A HBO Latin America criou também uma plataforma eletrônica para ampliar as informações a respeito da doença, estratégia adotada nos Estados Unidos quando o documentário foi transmitido lá. Mais dados sobre o Mal de Alzheimer, sobre o projeto e sobre associações que apóiam doentes e familiares estão disponíveis neste ambiente da HBO.

Banner Whatsapp Desktop
PMCG
Annelies