25 de fevereiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Campo Grande

Semáforos desligados na Avenida Júlio de Castilho causam transtorno

23 janeiro 2014 - 09h20
Agetran diz que serão religados
Agetran diz que serão religados
Os aparelhos semafórico instalados, mas desligados a mais de um ano na Avenida Júlio de Castilho, região Oeste de Campo Grande, continuam a causar erros e transtornos a população local e principalmente a quem passa pela via eventualmente.  Motoristas e comerciantes da região reclamam do risco de acidentes. A Agetran (Agência de Transportes e Trânsito) continua a dizer que o projeto de trânsito na via está sendo readequado, pois houve erros da administração passada, em obras da infraestrutura e ainda mais de reordenamento do trânsito.
 
A afirmação da readequação já foi feito por diversas ocasiões no ano passado, onde a administração estava com a ex-diretora Kátia Castilho, que vez até diversas reuniões com os moradores, comerciantes e entidades da região. Mas mesmo com a mudança para o engenheiro Jean Saliba, neste mês, a justificativa continua a mesma. "O projeto para implantar mudanças na área foi readequado e, após aprovação, já feita ou com aprovação final, liberação,  os sinaleiros serão ativados novamente", segundo a assessoria da Agência.
 
Contudo, na pratica, na Avenida, com semáforos estando 'à vista', mas desligados, tem gerado problemas para motoristas e pedestres. Na metade de 2013, a Prefeitura, já havia informado que a sinalização completa entraria em funcionamento quando obras de revitalização da região fossem concluídas, o que não ocorreu, tendo em vista os sinais desligados e que não foi vista obra de vulto na região.
 
Falta reodernar ou mudar vias
 
A assessoria da Agetran informou que ainda faltam alguns detalhes, como mudança da mão de algumas ruas adjacentes à Júlio de Castilho, para que a intervenção seja considerada completa. Somente então os sinaleiros serão religados, com obras necessárias também nas outras ruas.
 
"Dentro do projeto que a atual administração teve que refazer no que foi projetado anteriormente, um fator de extrema importância que não foi contemplado, é a reodernação ou mudanças em algumas vias laterais, para contemplar o verdadeiro sentido de melhorar e mudar o fluxo na avenida principal. Parece que a obra é só na Julio de Castilhos, o que na realdiade foi feito anteriormente. Mas as ruas laterais também necessitam de ao menos alguma intervenção, como por exemplo, a mínima pintura das sinalizações", explica o diretor de Trânsito Lúcio Maciel.
Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE
TJ MS