22 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
FISCALIZAÇÃO

Seis agências bancárias em Campo Grande são autuadas pelo Procon por irregularidades

A instituições foram fiscalizadas pelo órgão, que encontrou vários problemas denunciados pelo consumidor

27 setembro 2020 - 20h37Da Redação
Mau atendimento e tempo de espera foram algumas uma das reclamações dos usuários
Mau atendimento e tempo de espera foram algumas uma das reclamações dos usuários - (Foto: Procon/MS)
Fort  Atacadista - 21 ANOS

O Procon/MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor) autuou 6 agências bancárias entre os dias 15 e 23 de setembro em Campo Grande. A fiscalização foi realizada após denúncias de mau atendimento por parte dos estabelecimentos.

Três agências do Bradesco, duas do Santander e uma da Caixa foram notificadas por irregularidades. Durante a operação, além das infrações expedidas, seis relatórios de visita foram feitos, documentos estes que registram a falta do problema denunciado. 

A maioria dos consumidores que fizeram queixas ao órgão reclamaram do tempo de espera para atendimento e da necessidade de aguardar no ambiente externo da agência para que não houvesse aglomeração de pessoas dentro do banco.

Ainda houve a confirmação de que os clientes não estavam recebendo senhas para aguardar ser chamado. O serviço só era feito quando as pessoas entravam na agência e, ainda, sem a apresentação de qual modalidade de atendimento o indivíduo era encaminhado ou se a prioridade era preferencial.

O Procon constatou também que na maioria dos bancos não havia informações que orientassem o consumidor sobre o horário de expediente, o que causou confusão. Como pessoas que permaneceram por muito tempo na fila, mas foram embora sem ser atendidas devido o tempo ter se esgotado. Outro problema foi a dificuldade de liberação de clientes aos caixas quando se precisava descontar cheques. Na Caixa foi dito que tal serviço não se enquadrava como essencial.

Em virtude da pandemia, ainda foram pontuados a falta de distanciamento social e de produtos de desinfecção, como o álcool em gel. Tal situação é observada como desobediência às normas estabelecidas para a prevenção do contágio.

Banner Whatsapp Desktop
Annelies
PMCG