24 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
Procon

Segunda pesquisa do Procon de produtos natalinos aponta queda de 4% nos preços

10 dezembro 2009 - 13h07
Fort  Atacadista - 21 ANOS

   Além disso, a pesquisa mostrou diferença de até 83,3% entre os estabelecimentos avaliados.

  “Em comparação com a última pesquisa de Natal realizada pelo Procon no ano passado, os produtos ainda apresentam um aumento de 7%. Mas, a expectativa é de que os preços se equiparem aos da última pesquisa de 2008”, avalia o superintendente do Procon/MS, Lamartine Ribeiro.

  Neste ano, o Procon pesquisou 169 itens em nove estabelecimentos comerciais da Capital: Atacadão, Extra, Comper, Carrefour, Lojas Americanas, Wal-Mart, Makro, Legal e Supermercado Santo Antonio. A próxima pesquisa de Natal do Procon será divulgada no dia 10 de dezembro e a última no dia 21.

  Os produtos que apresentaram as maiores variações foram: ameixa seca com caroço (inteira) – a granel kg (83,3%); nozes sem casca – a granel kg (80,5%); uva passa s/semente escura La Violetera 200g (74,1%); sidra 660ml – Cereser Morango/Pêssego (65,9%); Almadén Merlot 750ml (63,4%); Almadén Cabernet Flishman 750ml (63,3%); Spumante Perlage Rosado (55,1%): Visconti Chocolate mais 500g (53,7%); Almadén Gamay Rose 750ml (51,9%) e  Cereser Maçã sem álcool (50,1%).

  De acordo com o superintendente do Procon, dos dez produtos que apresentaram as maiores variações nos preços, seis são bebidas, como vinho e sidra. “Os grandes vilões, que ocupam as primeiras colocações com as maiores diferenças nos preços, foram as frutas (uva passa e ameixa seca) e produtos típicos dessa época (nozes). Por isso, o consumidor deve ter mais atenção no momento de comprar esses produtos”, analisa Lamartine.

  O telefone do disque-denúncia do Procon é 151. As reclamações também podem ser feitas pessoalmente na sede do órgão, localizado na rua 13 de junho, 930.

Banner Whatsapp Desktop
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
PMCG