22 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Educação

Sebrae e Instituto Educacional Paulo Freire fazem parceria para estágios de cursos técnicos

Fort  Atacadista - 21 ANOS

O Instituto Educacional Paulo Freire fechou parceria com o Sebrae/MS que vai assegurar aos alunos do curso de Técnico em Segurança do Trabalho estágio em 30 empresas do segmento de limpeza, conservação e asseio.

O trabalho será acompanhado pelas coordenadoras pedagógicas do curso Cleide Milanesi e Rose Azevedo, além da supervisão da diretora do Instituto Paulo Freire, Adelina Spengler. Serão 300 horas de estágio ao longo dos dois anos de duração do curso. Isso significa que desde as primeiras aulas teóricas o aluno terá oportunidade de conferir na prática aquilo que aprendeu em sala de aula.

Segundo o consultor do Sebrae/MS Floriano Saratt, com essa iniciativa os alunos poderão elaborar laudos e diagnósticos sobre condições de segurança do trabalho nas empresas onde vão estagiar. “Essa parceria é boa tanto para os alunos do Paulo Freire quanto para os empresários. Aos alunos porque vão poder aplicar na prática aquilo que aprendem na teoria e para os empresários porque recebem análises e diagnósticos sem nenhum custo”, afirma Floriano.

Para Adelina Spengler, diretora do Instituto Paulo Freire, o projeto é uma garantia de capacitação e habilitação dos alunos. Everton Garcez, diretor executivo do SEAC, essa parceria pode melhorar a prestação de serviços, além de preservar a integridade do trabalhador. O papel de cada aluno será de orientar, prevenir e diagnosticar as empresas, de forma voluntária. “Naturalmente os estagiários terão chance de serem contratados quando se formarem”, afirma Everton.

A Limperfect é uma das 30 empresas que vão receber os estagiários do Paulo Freire. Com 17 anos no mercado, a empresa tem 150 funcionários. Edenilza Conceição da Silva, gerente administrativa, considera positiva esta nova alternativa de intercâmbio porque contribui na formação dos futuros profissionais que poderão levantar subsídios importantes para eventuais correções que possam melhorar o desempenho dos trabalhadores e, consequentemente da empresa com um todo. “Os alunos ajudarão o técnico de segurança do trabalho contratado pela empresa”.

Rose Azevedo, coordenadora e professora do curso de Técnica e Segurança do Trabalho, mostra que a execução das “aulas práticas” nas empresa de asseio e conservação serão importantes tanto para a aprendizagem quanto para o treinamento dos alunos. “Escolhemos essa área porque sentimos uma falta de assessoria nelas, além de terem poucos investimentos. Os alunos vão junto com a gente até a empresa, fazemos uma análise do sistema de trabalho deles, discutimos o relatório juntos em sala de aula, apresentamos soluções e se, o empresário quiser, ele investe nas medidas que decidimos serem revistas, nós e os alunos também já oferecemos os valores. Todos os alunos que cursam poderão participar deste projeto”, afirma Rose.

Isso significa que o único custo do empresário será do investimento no diagnóstico apresentado pelos estagiários, mas não é obrigatório. Entre as medidas indicadas estão o EPC (Equipamento de Proteção Coletiva) ou o EPI (Equipamento de Proteção Individual), no caso as empresa de conservação, asseio e limpeza, normalmente são medidas como o uso correto da luva, da máscara, dos óculos de proteção e das botas. Técnico de Segurança do Trabalho é um profissional em falta no mercado, mas necessário em qualquer empresa por preservar a qualidade de vida e a segurança dos trabalhadores.

 

Lista dos cursos técnicos

Escolha um dos cursos técnicos da Escola Paulo Freire e o mercado de trabalho vai disputar você!

- Técnico em química
- Técnico em Transações Imobiliárias
- Técnico em Óptica
- Técnico em Enfermagem
- Técnico em Segurança do Trabalho
- Técnico em Açúcar e Álcool
- Técnico em Radiologia Médica
- Técnico em Nutrição e Dietética


“Você não pode ficar de fora”
Fone: 3341-5256

Banner Whatsapp Desktop
ALMS
AL MS