22 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
maracaju covid
Premiação

Profissionais da imprensa de Campo Grande recebem Prêmio de Jornalismo Ambiental

Incentivando a produção de reportagens que abordam o tema saneamento e meio ambiente, a Águas Guariroba promoveu sua sexta edição do Prêmio de Jornalismo Ambiental.

13 novembro 2015 - 10h00Da redação com informações da assessoria
“Quero parabenizar a participação de todos os jornalistas. Tivemos trabalhos espetaculares inscritos, muita informação valiosa foi compartilhada com toda a população”, afirmou José João Fonseca, presidente da Águas Guariroba.
“Quero parabenizar a participação de todos os jornalistas. Tivemos trabalhos espetaculares inscritos, muita informação valiosa foi compartilhada com toda a população”, afirmou José João Fonseca, presidente da Águas Guariroba. - Assessoria

Incentivando a produção de reportagens que abordam o tema saneamento e meio ambiente, a Águas Guariroba promoveu sua sexta edição do Prêmio de Jornalismo Ambiental. No dia 07 de novembro, a concessionária realizou a cerimônia de premiação em Campo Grande para entregar os troféus e um cheque de R$ 5 mil para cada um dos vencedores nas cinco categorias: jornal impresso, radiojornalismo, webjornalismo, fotojornalismo e telejornalismo.

“Quero parabenizar a participação de todos os jornalistas. Tivemos trabalhos espetaculares inscritos, muita informação valiosa foi compartilhada com toda a população”, afirmou José João Fonseca, presidente da Águas Guariroba, destacando a importância da imprensa no papel de disseminar informações sobre saneamento básico. Os troféus recebidos pelos ganhadores são obras de arte assinadas pelo artista plástico Issac de Oliveira. O prêmio representa um ipê, árvore símbolo da flora campo-grandense.

Anderson Viegas, do G1 MS, vencedor na categoria Webjornalismo, explicou que o prêmio representa o reconhecimento de um grande trabalho, que durou cerca de dois meses para ser concluído. A reportagem vencedora foi “Uso Racional da Água começa a fazer parte do cotidiano em Campo Grande”. “Este prêmio é uma grande iniciativa, estimula não só a produção de matérias que tratam de meio ambiente, como de saneamento básico. Além disso, acaba por conscientizar a própria população que recebe informações sobre o tema”, afirmou. 

A TV MS Record, vencedora na categoria Telejornalismo, dedicou um jornal inteiro para tratar do tema saneamento e meio ambiente. O programa foi ao ar em fevereiro deste ano, ao vivo da represa do córrego Guariroba e com matérias relacionadas ao assunto. “Foi um jornal que a gente planejou com muito carinho, em todos os detalhes, envolveu toda a equipe. Foi o jornal que mais marcou entre os que fizemos fora do estúdio, e ele ainda foi premiado, deu tudo certo. Foi um trabalho inovador, ousado e que foi 100% perfeito para o ar”, comemorou a editora-chefe Ellen Genaro.

Na categoria Jornal Impresso, a reportagem campeã é do jornalista Osvaldo Júnior. “Eu acho essa iniciativa muito boa por duas razões: primeiro pelo fato de valorizar o jornalista e segundo pela temática, que é meio ambiente. É um tema atual e importante. As pessoas no dia a dia não têm noção da importância de ter toda uma prática sustentável, porque é o que assegura a continuidade do nosso planeta”, comentou Osvaldo, que neste ano foi campeão com a reportagem “Uso racional da água: saída sustentável para redução de despesas”, publicada no Correio do Estado. 

Com foto publicada na reportagem “Programa transforma produtores rurais em conservadores de água”, no site de notícias Campo Grande News, João Garrigó levou o prêmio na categoria Fotojornalismo. “Fico muito feliz, é um prêmio muito concorrido, com trabalhos muito bons inscritos. É um pontapé na carreira de fotojornalista”, comentou.

A jornalista Ana Carolina Souza, da Rádio Web MS, levou o prêmio na categoria Radiojornalismo. A série de reportagens “Água – Poupar para não faltar”, mostrou iniciativas sustentáveis com o uso consciente da água. “Nosso trabalho trouxe ideias e propostas feitas em escolas, universidades, feitas inclusive nos presídios, mostrando o que as pessoas podem fazer o que delas pode vir para tornar o mundo mais sustentável. Foi muito gratificante fazer este trabalho”, declarou. 

 

Banner Whatsapp Desktop
FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você apoia o retorno do ensino presencial em escolas públicas ainda no ano de 2020?

Votar
Resultados
TJ MS INTERNO
TJ MS
pmcg ms