22 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
Natureza

Processo para reciclar o papel pode desvendar famoso mito da reciclagem

Fort  Atacadista - 21 ANOS

  Para se ter ideia, 1 tonelada de papel reciclado poupa cerca de 22 árvores, economiza 75% de energia elétrica e polui o ar 74% menos do que se fosse produzido de novo.

  Para fabricar uma tonelada de papel novo é preciso de 10 a 20 árvores, 10 mil litros de água e 5 Mw.hora de energia, enquanto que para produzir uma tonelada de papel reciclado apenas é preciso uma tonelada e meia de papel velho, dois mil litros de água e 2,5 Mw.hora de energia.
 
  De acordo com o Departamento de Conservação de Energia dos EUA, a queima de papel produz 8.000 Btu/libra enquanto a reciclagem recupera apenas 2.000 Btu/libra. Isto significa que, para que os processos se equilibrem, o papel teria que ser recuperado como polpa pelo menos 4 vezes, o que é difícil, já que a qualidade da fibra fica comprometida com a sucessão de reprocessamentos.

  Cuidados a serem tomados na reciclagem do papel, de acordo com Warmer Bulletin, um mito bastante conhecido é dizer-se que a reciclagem do papel salva as florestas e preserva os seus recursos naturais. Ao contrário do que se pensa, a celulose é obtida sempre de árvores que foram anteriormente plantadas, portanto a
  celulose é um recurso natural renovável. Assim, pode dizer-se também que o gasto de energia, no processo de reciclagem do papel, pode ser maior do que a energia consumida no processo de fabricação do papel com celulose.
Outro aspecto a considerar é que, no processo de reciclagem do papel, se consome muita água e, se não forem tomados os cuidados devidos, esta água pode chegar a converter-se num líquido altamente contaminante. Uma das maiores dificuldades no processo de reciclagem ocorre na etapa de retirar a tinta do papel.

Banner Whatsapp Desktop
Annelies
TCE - Devolução Auxílio Emergencial