26 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
PMCG
GERAL

Presa no Rio acusada de matar paciente em procedimento estético

30 julho 2018 - 08h04

Policiais civis prenderam hoje (30) uma mulher acusada de matar paciente em decorrência de um procedimento estético em março deste ano. Mariana Batista de Miranda foi presa em sua casa, em Mesquita, na Baixada Fluminense.
 
Ela foi denunciada pelo Ministério Público (MP) estadual por ter causado a morte de Fátima Santos de Oliveira, através da aplicação de silicone industrial nas nádegas, em 16 de março.
 
Segundo o Ministério Público, perícia médico-legal confirmou que o procedimento estético foi a causa da morte da paciente.

Risco de matar

 Para os promotores, Mariana não possui formação médica, nem tem conhecimento técnico para fazer o procedimento, por isso assumiu o risco de matar ao realizar a aplicação da substância.
 
Além disso, segundo as investigações da polícia, Mariana também prescreveu medicações à vítima, após tomar ciência das complicações provocadas pelo procedimento.
 
De acordo com denúncia do MP, entre o fim de 2017 e março de 2018, Mariana exerceu a profissão de médica ilegalmente, sem registro profissional ou formação, aplicando silicone industrial em diversas pessoas, com o objetivo de obter lucro financeiro.

Por isso, ela foi denunciada por homicídio doloso e exercício ilegal da medicina.

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já sabe em quem votar para prefeito de seu município?

Votar
Resultados
FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)
TJ MS
pmcg ms