18 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
JBS - Covid 19
PREVENÇÃO AO CÂNCER

Na luta da prevenção, Prefeitura recebe Carreta do Hospital do Câncer de Barretos

Somente em 2017, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), recebeu a notificação e acompanha cerca de 208 casos de câncer de mama e de colo de útero em Campo Grande

30 maio 2017 - 14h41
Programas que incluem mamografias levam ao diagnóstico precoce, bem como ao tratamento eficaz, e têm reduzido a taxa de mortalidade
Programas que incluem mamografias levam ao diagnóstico precoce, bem como ao tratamento eficaz, e têm reduzido a taxa de mortalidade - Divulgação

Nas Américas, o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres, sendo a segunda principal causa de morte. De acordo com informações das Nações Unidas, em 2012, 408 mil mulheres foram diagnosticadas com a doença e mais de 92 mil morreram devido ao câncer no continente. Caso essas tendências continuem, a expectativa é de que haja um aumento de 46% no número de novos casos nas Américas até 2030.

Pensando na prevenção, a Prefeitura de Campo Grande, por meio da Subsecretaria de Políticas para a Mulher (Semmu) e em parceria com o Hospital do Câncer de Barretos, realiza nesta terça-feira (30) e quarta-feira (31) os exames preventivos de Papanicolau e Mamografia, em sua unidade móvel, gratuitamente para as mulheres que fizeram o agendamento prévio.

A vice-prefeita, Adriane Lopes, participou do início dos trabalhos e ressaltou a importância da parceria da prefeitura com o Hospital de Barretos para a saúde das mulheres. “O trabalho preventivo é o mais importante. Essa parceria com o Hospital do Câncer de Barretos vem agregar, para que possamos ofertar às mulheres da nossa cidade mais saúde e bem-estar”, disse.

Detectado de forma precoce e tratado com eficácia por meio de programas de sensibilização sobre a saúde da mama podem aumentar a consciência das mulheres sobre os riscos da doença e sobre os sinais e sintomas que precisam de atenção médica imediata. Programas que incluem mamografias levam ao diagnóstico precoce, bem como ao tratamento eficaz, e têm reduzido a taxa de mortalidade por essa doença.

A subsecretária da Mulher, Carla Stephanini, falou sobre a oportunidade de ofertar às mulheres o atendimento e realização desses procedimentos que são tão importantes para a manutenção da saúde da mulher.  “Essa ação vem para facilitar o acesso às mulheres que trabalham na região central e em tempo integral, que muitas vezes deixam a sua própria saúde de lado por falta de tempo. Nesse assunto tão delicado, que é o câncer de mama e de colo do útero, não se pode deixar para depois. A detecção do câncer em estágio inicial é crucial para a cura”, enfatizou a subsecretária.

A senhora Cleuza de Lima, de 53 anos, que estava aguardando para ser atendida, disse que nunca deixou de fazer seus exames anuais. “Desde moça nunca deixei de fazer meus exames, sempre me cuidei. Tenho histórico de câncer na família. Já perdi tias para essa doença. Dessa forma, não deixo de cuidar, pois sei que a prevenção é o melhor que podemos fazer e se caso surgir algo nos exames, o tratamento no início é fundamental para a recuperação”, disse Cleuza.

A secretária-adjunta da secretaria de Saúde, Andressa de Luca, enfatiza a importância da parceria para o desenvolvimento de ações como essa. “Esse é um momento muito importante, pois com esse trabalho em conjunto conseguiremos trazer serviços de qualidade à sociedade. Somos muito gratos à Semmu por essa parceria”, disse Andressa.

Somente em 2017, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), recebeu a notificação e acompanha cerca de 208 casos de câncer de mama e de colo de útero em Campo Grande, sendo desses 174 de mama e 34 de útero, reforçando a importância da realização desses exames para a prevenção e o diagnóstico precoce.

Banner Whatsapp Desktop
FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Considerando a pandemia do novo coronavírus, você acha que o TSE deveria ter editado resolução e tornado o voto não obrigatório este ano?

Votar
Resultados
TJ MS INTERNO
pmcg ms
TJ MS