20 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
al outubro2
Governo

Prefeitos enaltecem criação do Geopark Bodoquena-Pantanal

14 janeiro 2010 - 13h40
Fort  Atacadista - 21 ANOS

  O prefeito de Bodoquena, Jun Iti Hada, agradeceu a iniciativa do Governo do Estado. “O Geopark vai incentivar o turismo, principalmente o científico e de pesquisa, abrindo mais um leque de oportunidade de crescimento para a região. O governador André vem valorizando a nossa região com a conservação ambiental e o turismo” afirmou o prefeito. Jun Iti destacou que o Geopark Bodoquena-Pantanal é o primeiro no Brasil a ser criado por decreto.

  Para o prefeito de Miranda, Neder Vedovato, o Geopark influencia na preservação ambiental da região. “Somos município vizinho da Serra da Bodoquena e para nós é de suma importância o Geopark, pois incentivará a preservação ambiental na região” afirmou Neder.

  O geoparque Bodoquena - Pantanal envolve 39.700 quilômetros quadrados da região sudoeste do Estado, onde estão situadas diversas riquezas geológicas, nos territórios de Anastácio, Aquidauana, Bela Vista, Bodoquena, Bonito, Caracol, Corumbá, Corumbá, Guia Lopes da Laguna, Jardim, Ladário, Miranda, Nioaque e Porto Murtinho. No total, estão inseridos nesta área 54 geossítios, entre grutas, pedreiras, baías, minas, cachoeiras, nascentes, monumentos, etc.

  Com o decreto, o governo do Estado passa a ter um aparato legal para que a região seja reconhecida pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e inserida da “Rede Mundial de Geoparques”. O documento formaliza diversas atividades já consolidadas, tanto nas escalas de preservação e pesquisa, quanto nas áreas de turismo e desenvolvimento. A primeiro reunião do Conselho Gestor do Geopargk está prevista para fevereiro.

Banner Whatsapp Desktop
PMCG
AL MS