26 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
PMCG
HABITAÇÃO

Prefeito sanciona leis que garantem sorteio e regularização de habitações

Os projetos têm por objetivo atender às necessidades da população que precisa regularizar débitos e títulos e destravar processos burocráticos

30 maio 2017 - 10h30
O atendimento da Agência Municipal de Habitação acontece de segunda à sexta-feira, das 8 às 17 horas, na sede da Emha
O atendimento da Agência Municipal de Habitação acontece de segunda à sexta-feira, das 8 às 17 horas, na sede da Emha - Divulgação

O prefeito Marquinhos Trad sancionou três leis que dispõem sobre a habitação em Campo Grande. As novas medidas, enviadas pela prefeitura para Câmara, instituem determinantes para renegociação das dívidas dos mutuários da carteira imobiliária da autarquia, regularização de titularidade e obrigatoriedade da realização de sorteio público para demanda indicada de lotes e habitações de interesse social.

Os projetos têm por objetivo atender às necessidades da população que precisa regularizar débitos e títulos, destravar processos burocráticos, além de esclarecer e tornar público o processo de seleção de famílias para os próximos programas habitacionais da Capital.

“Em cinco meses de gestão, conseguimos aprovar junto à Câmara Municipal as três leis, importantes para conferir transparência e credibilidade ao nosso trabalho. Após a sanção do prefeito, a partir de hoje, a pasta da habitação se torna definitivamente mais clara e eficaz, em atendimento aos anseios da população”, constatou o diretor-presidente Agência Municipal de Habitação (Emha), Enéas Netto.

Textos – A Lei Complementar n. 299 (29 de maio de 2017) versa sobre a obrigatoriedade de sorteio público para os próximos programas habitacionais da Emha. O processo de seleção deverá ocorrer única e exclusivamente através do sorteio (respeitando os critérios instituídos para famílias de baixa renda que recebem até 3 salários mínimos).

O cidadão deverá ser cadastrado na Agência, se inscrever para participar de algum processo seletivo realizado pela EMHA, habilitado no que diz respeito aos requisitos para participar do sorteio indicado para o empreendimento em questão, a fim de se tornar beneficiário final do processo.

Já a Lei Complementar nº 300 institui o Programa Viver Bem Morena, para renegociação de dívidas junto à Agência Municipal de Habitação. Entre as facilidades está o desconto de 80% sobre o valor de juros e multa contratual, caso o mutuário tenha interesse em quitar todas as parcelas em atraso. Entre demais vantagens e descontos, a novidade é o artigo 7º da Lei: a inserção dos inadimplentes em cadastro restritivo de crédito. Essas medidas legais foram tomadas para reaver mais de 60 milhões de dívidas dos mutuários da EMHA.

A Lei Complementar nº 301, que também integra o Programa Viver Bem Morena, autoriza a regularização de maneira menos burocrática para titularidade dos imóveis pertencentes à carteira imobiliária da Agência: imóveis financiados pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH), Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV) – pactuados com a Caixa Econômica Federal e regularização fundiária através do Fundo de Urbanização de Áreas Faveladas (FUNAF).

Em vigor – As novas leis passam a vigorar nesta terça-feira (30). O atendimento da Agência Municipal de Habitação acontece de segunda à sexta-feira, das 8 às 17 horas, na sede da Emha, localizada na Rua Íria Loureiro Viana, nº 415 – Vila Oriente.

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já sabe em quem votar para prefeito de seu município?

Votar
Resultados
TJ MS INTERNO
TJ MS
pmcg ms