19 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
al outubro2
Entidade

Portadores de doenças crônicas os mais prejudicados

Fort  Atacadista - 21 ANOS

Os consumidores, especialmente os portadores de doenças crônicas que usam medicamentos de forma contínua, vão ser os grandes prejudicados caso a Justiça acate os argumentos do Sinprofarms e limite os descontos. É o caso, por exemplo, de quem tem osteoporose.  Um dos medicamentos mais vendidos no  tratamento, o Evista 60mg tem preço de tabela a R$ 172, 48, na São Leopoldo é vendido com os descontos por R$ 144,88, porém se o limite de 10% for determinado pelo juiz deverá ser vendido por no máximo R$ 155,23. São R$ 17,25 que o consumidor terá que pagar a mais.

O medicamento para tratamento de colesterol Crestor, 10 miligramas, com 30 cápsulas é vendido com preço regular médio de R$ 110, mas pode custar até R$ 69, por conta dos descontos. O CIALIS, usado para disfunção erétil, tem um preço de tabela de R$ 71,00 (por dois comprimidos), com os descontos é encontrado a R$ 53,00. Se o desconto for limitado a 10%, o preço cairia para 63,00, uma diferença de  R$ 10,00, portanto.

Banner Whatsapp Desktop
ALMS
AL MS