26 de fevereiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
IPVA 2021
Celebridades

Polícia investiga se Philip Seymour Hoffman morreu por overdose

2 fevereiro 2014 - 19h36

O ator Philip Seymour Hoffman foi encontrado morto aos 46 anos, no banheiro de seu apartamento em Nova York, neste domingo (2). Ele ganhou o Oscar de Melhor Ator por "Capote", em 2006, e foi indicado na premiação outras três vezes. A notícia foi divulgada em primeira mão pelo jornal "Wall Street Journal".

 "Estamos investigando uma possível overdose neste local", disse uma fonte policial à agência France Presse. A polícia recebeu um telefonema do roteirista David Katz por volta das 11h15 locais (14h15 de Brasília). Segundo o "Wall Street Journal", o ator tinha uma agulha de seringa no braço e envelopes com heroína ao seu redor. A necrópsia deve acontecer na segunda-feira.

Hoffman era casado com a estilista Mimi O'Donnell e deixa três filhos: Cooper, de dez anos; Tallulah, de seis; e Willa, de quatro. Ele lutava contra o vício em drogas e ficou internado em uma clínica de reabilitação no ano passado por dependência de heroína, após uma recaída. Em 2006, durante entrevista ao programa "60 Minutes", da CBS, relatou sua relação com as drogas. "Já gostei de tudo", comentou. "Estamos devastados com a perda do nosso querido Phil e apreciamos as demonstrações de amor e apoio", disse a família do ator, por meio de um comunicado divulgado pela imprensa americana.

Segundo o site da emissora Fox News, uma fonte da polícia disse que existe a possibilidade de Hoffman ter recebido um tipo mais potente de heroína, que contém o analgésico fentanil, opiáceo utilizado para aliviar a dor de pacientes com câncer. A combinação, ainda segundo a Fox News, foi responsável pela morte de vários usuários nas últimas duas semanas.

Banner Whatsapp Desktop

Deixe seu Comentário

Veja Também

Mais Lidas

Banner TCE
TJ MS