24 de novembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
maracajunov
CRIMES AMBIENTAIS

PMA e Imasul iniciam hoje a operação Ictiofauna com foco à pesca

A operação envolverá 290 policiais e 20 fiscais do Imasul

29 outubro 2020 - 11h24
Nos meses de setembro e outubro há aumento do número de pescadores nos rios
Nos meses de setembro e outubro há aumento do número de pescadores nos rios - (Foto: Divulgação/Governo do Estado)
Fort Atacadista Natal

Nos meses de setembro e outubro há todos os anos aumento do número de pescadores nos rios, especialmente durante os feriados prolongados. Por isso, devido ao feriado do dia 2 de novembro (segunda-feira), em que certamente haverá aumento significativo do número de pessoas presentes nos rios, especialmente por serem os últimos dias de pesca aberta, a PMA e o Imasul começam nesta quinta-feira (29) às 12h a “Operação Ictiofauna”, englobando o feriado de Finados”, com encerramento no dia 5 de novembro às 9h00, entrando no período em que a pesca já estará fechada.

A operação envolverá 290 policiais e 20 fiscais do Imasul. Como aconteceu durante a operação ocorrida no último feriado prolongado, todo o efetivo administrativo da PMA será utilizado na operação.

Tráfico de papagaios

Durante esta operação, atenção especial também terá o crime de tráfico de animais silvestres, em virtude deste período crítico relativo ao tráfico de papagaios. Este é um período preocupante para a PMA com relação ao tráfico de animais silvestres, pois, de agosto a dezembro é o período de reprodução do papagaio que é a espécie mais traficada no Estado.

A PMA realiza todos os anos no período trabalhos preventivos. Desde o dia 15 de agosto está sendo realizada a Operação Bocaiúva na região com problema de tráfico. Atenção especial às propriedades rurais, por meio de informação da legislação e Educação Ambiental, visto que o modus operandi principal dos traficantes é de aliciamento dos sitiantes e funcionários de propriedades rurais, para que retirem os animais e os avisem para que os comprem. Muitas pessoas fazem isto, às vezes, sem saber que estão cometendo crime ambiental.

Ninhos estão sendo monitorados na região principal do problema, situada nos municípios de Jateí, Batayporã, Bataguassu, Ivinhema, Novo Horizonte do Sul, Anaurilândia, Santa Rita do Pardo, Nova Andradina, Taquarussu e Brasilândia, além de Naviraí e Mundo Novo.

Outros crimes ambientais serão combatidos e prevenidos, tais como: poluição, desmatamento e carvoarias irregulares, com visitas às propriedades rurais, transporte ilegal de produtos perigosos, além de combate a todos os crimes contra a fauna e flora.

Os comandantes das 26 subunidades empregarão todo o efetivo no trabalho de fiscalização em suas respectivas áreas de atuação.

Assessoria Polícia Militar Ambiental

Banner Whatsapp Desktop
Departamento de Operações de Fronteira - Disque Denúncia