24 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
Revitalização

Planurb apresenta Proposta Preliminar de revitalização do centro de CG

26 outubro 2009 - 15h16
Fort  Atacadista - 21 ANOS

  No encontro, que acontece no auditório da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG) das 13h30min às 19 horas, será apresentada a representantes de entidades de classes, do comércio, do setor cultural e do patrimônio, a Proposta Preliminar do Plano realizada pela Organura, empresa especializada contratada para produção do documento.

  Essa primeira versão do Plano apresenta diretrizes de transformação da região central com projeção para 20 anos, considerando aspectos socioeconômicos, urbanísticos e ambientais e resulta das discussões coordenadas pelo Planurb desde março deste ano.

  Nesses encontros, foram detalhadas a situação de parte da área central da cidade e a forma como ela é vista por seu usuário.

  De acordo com a diretora-presidente do Planurb, Marta Lúcia da Silva Martinez, os encontros com entidades de classe, oficinas e audiência pública  já realizados para identificar as potencialidades e limitações desta região mostraram que a sociedade está engajada no propósito de mudar o centro da cidade.

  “A participação social permite que as instituições ligadas ao comércio, turismo, cultura, transporte, educação, além dos conselhos e da população de forma geral possam contribuir na elaboração do Plano”, explica a diretora do Planurb.

Resgate da história e identidade cultural

  O documento a ser apresentado aos participantes da Oficina do Plano Local vai destacar os diferentes cenários para diversas localidades: cenários atual, tendencial e desejável, por meio de um plano definidor de diretrizes e critérios.

  No diagnóstico já apresentado nas oficinas anteriores, o estado de conservação dos imóveis é identificado como regular, mas caminhando para um processo de deteriorização se nada for feito para protegê-los.

  As pichações e o grafitismo indiscriminado nos prédios públicos, particulares e nos equipamentos urbanos também contribuem para a descaracterização do conjunto arquitetônico, especialmente nos monumentos históricos da cidade.

  Outro aspecto que deverá ser apresentado na Proposta Preliminar se refere ao uso do mobiliário. A utilização para fins residenciais mostra-se estagnada, com ligeiro declínio, sendo somente 21% são imóveis de uso residencial.

  Há, no entanto, alguns pequenos nichos urbanos em que o uso residencial predomina e cuja população é de média ou baixa renda, como é o caso da Rua dos Ferroviários e da Vila dos Ferroviários, estes locais têm a peculiaridade de estarem no entorno da área remanescente da ferrovia.

  Outro dado apresentado no diagnóstico sobre a região central diz respeito à ocupação dos imóveis: 32% do total de imóveis da área de abrangência do Plano Local são ocupados por locatários.

  A proposta preliminar considera, ainda, a vocação comercial da rua 14 de Julho e a necessidade de revitalizar a via como um centro comercial mais dinâmico, incluindo a diversidade de atividades. Outro aspecto a ser abordado diz respeito à poluição visual das placas publicitárias e da fiação da energia elétrica.

  A utilização da rua 14 de Julho e adjacências no período noturno  também faz parte das ações a serem apresentadas na proposta preliminar e que visam dinamizar a área central com o seu uso freqüente por parte da população e turistas.

  “Além de priorizar o pedestre, serão apresentados na proposta alguns circuitos culturais cujos roteiros mostram um pouco da história e da cultura local”, afirma a titular do Planurb.

  Além da rua 14 de julho, que terá um projeto-piloto para sua transformação, as demais vias, como a avenida Calógeras, ruas Maracaju, Rui Barbosa e a região próxima à antiga Rodoviária deverão passar por modificações que darão sustentação econômica e o fortalecimento de uma identidade urbana e cultural.

 

Banner Whatsapp Desktop
Annelies
TCE - Devolução Auxílio Emergencial