28 de novembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
SESI - Campanha Industria Geração de Empregos 1
força aerea

Piloto de helicóptero que caiu no Pantanal, morre após 6 dias em UTI

O piloto da Força Nacional, Renato de Oliveira Souza, 55, faleceu na madrugada de hoje (27)

27 outubro 2020 - 11h20Carlos Ferreira
O piloto da Força Nacional, Renato de Oliveira Souza
O piloto da Força Nacional, Renato de Oliveira Souza - (Foto: Divulgação)
Fort Atacadista Natal

O piloto da Força Nacional, Renato de Oliveira Souza, 55, faleceu na madrugada de hoje (27), após sofrer um quadro de falta de ar súbito. Renato estava a bordo do helicóptero que sofreu um acidente no Pantanal no último dia 8. O profissional que estava no Rio de Janeiro, foi transferido no dia 21 de outubro em uma UTI Aérea, para continuar o tratamento perto da família.

Souza era agente especial da Polícia Civil do Distrito Federal e fez parte da equipe da Força Nacional desde maio de 2016. Ele havia atuado em vários estados, como Goiás, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Sergipe, Rio Grande do Norte, Mato Grosso do Sul, Ceará, Minas Gerais e Mato Grosso, comandando a aeronave Nacional 01.

Ele compôs a equipe enviada pelo Governo Federal para auxiliar o Estado mato-grossense no combate aos incêndios florestais, em setembro deste ano. Juntamente com dois integrantes da Força Nacional, foi vítima de acidente com um helicóptero e estava internado em um hospital de Cuiabá desde o dia do acidente.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, lamentou o falecimento e ressaltou o trabalho desempenhado pelo piloto em vida. “Renato dedicou boa parte de sua vida na defesa da vida, e não foi diferente nesta última missão. Externamos nosso máximo respeito e admiração e nossos sentimentos aos familiares e amigos”.

“O Ministério da Justiça e Segurança Pública reconhece e agradece ao policial Renato de Oliveira Souza por seu profissionalismo e dedicação pelo país. Aos familiares e amigos, manifestamos nosso sentimento de solidariedade ”, diz a nota divulgada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP).

O helicóptero caiu na região de Porto Jofre, em Poconé (104 km de Cuiabá). Estavam a bordo, além do comandante Renato de Oliveira Souza, da Polícia Civil do Distrito Federal; o copiloto Luiz Fernando Berberick, da Polícia Civil do Rio de Janeiro; e o segundo sargento Emerson Miranda Martins, da Polícia Militar do Rio de Janeiro.

Banner Whatsapp Desktop
Comper sem sair de casa

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

O que você pretende fazer com o 13º salário?

Votar
Resultados
Departamento de Operações de Fronteira - Disque Denúncia