24 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
Pecuária

Pecuaristas se preparam para 4ª tentativa de acordo com Independência

3 novembro 2009 - 15h33
Fort  Atacadista - 21 ANOS

  Pecuaristas de cinco estados - Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Minas Gerais e Goiás - se preparam para a decisiva assembleia geral de credores das empresas Independência S.A. e Nova Carne Indústria de Alimentos Ltda no dia 05 de novembro, no Centro de Convenções do Hotel Transamérica, na Avenida das Nações Unidas, 18.591, Santo Amaro, São Paulo/SP, às 10 horas.

  “Pela quarta vez os 1.524 pecuaristas irão tentar fazer um acordo com o Independência para receber uma conta de R$194 milhões, existente desde o dia 27 de janeiro”, disse o superintendente da Associação dos Criadores de Mato Grosso, Luciano Vacari.

  “O frigorífico apresentou uma nova proposta para os pecuaristas, que está disponibilizada em seu site desde a última sexta-feira, 30 de outubro, e a Acrimat e demais entidades representantes, estão estudando cada ponto alterado para definir nossa posição na AGC da próxima quinta-feira”, frisou Vacari.

  O pagamento deverá ser realizado até 31 de janeiro 2010, podendo ser antecipado se o Independência receber os novos financiamentos em volume suficiente em data anterior, ou retardado até 31 de março de 2010, sem qualquer penalidade, se o Independência não tiver recebido os novos financiamentos até a data máxima de desembolso.

  “Os ‘se’ deixam os pecuaristas inseguros e precisamos de mais segurança dessas propostas. Não podemos retomar uma relação comercial sem garantias”, disse o superintendente da Acrimat, deixando claro que a proposta é ainda a de receber “100% da dívida de uma só vez”.

  A proposta inicial do Frigorífico Independência era de pagamento sem carência, à vista e sem descontos até R$ 80 mil, e o restante da divida em 36 parcelas sem juros, sem correção monetária e sem data marcada.

  Outra preocupação para a próxima assembleia geral é quanto as procurações assinadas por alguns pecuaristas, dando poderes para advogados representantes das empresas Independência S.A. e Nova Carne Indústria, representá-los nesse processo.

  O assessor jurídico da Acrimat, Armando Biancardini Candia, alerta os pecuaristas e demais credores, que tenham assinado procurações enviadas por representantes do Independência ou Nova Carne, “para que, com extrema urgência, providenciem a revogação dessas sob pena de sofrerem prejuízos irreparáveis, inclusive o não recebimento de seus créditos.

 Essa revogação deve ser comunicada antes da data de 05 de novembro à Juíza de Direito da Comarca de Cajamar (SP), e ao Administrador Judicial do processo de recuperação Judicial, Fernando Chad”, explica o assessor da Acrimat.

  Ele ressalta que “esses advogados não representam os interesses dos pecuaristas e sim do Independência” e que aquelas procurações foram obtidas por vício de consentimento “o que é ilegal”. O assessor da Acrimat pediu para que entrem em contrato com os sindicatos do setor “para não se arrependerem depois”.

As tentativas de acordo

  A primeira AGC foi cancelada por falta de quorum no dia 28 de setembro. A segunda chamada da assembleia geral dos credores para decidir sobre a aprovação do plano de recuperação judicial aconteceu no dia 5 de outubro e foi suspensa pelas instituições financeiras e transferida para o dia 19 de outubro.

  Mais uma vez a assembleia foi suspensa para que os credores fizessem considerações para serem incluídas no plano apresentado pelo Independência e marcada a dada de 5 de novembro para a votação, sem discussão, do novo plano.

 

 

 

Banner Whatsapp Desktop
ALMS
Annelies