19 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
al outubro2
Legislativo Municipal

Orçamento 2010 foi debatido em audiência pública na Câmara Municipal

26 outubro 2009 - 14h00
Vitor Yoshihara
Fort  Atacadista - 21 ANOS

   O evento contou com a presença do secretário adjunto de Planejamento, Finanças e Controle, Ivan Jorge Cordeiro da Silva, que representou o secretário Paulo Nahas; dos vereadores João Rocha (PSDB), Carlão (PSB), Herculano Borges (PSC), Flávio César (PTdoB), Mario César (PPS) e Paulo Pedra (PDT), além dos presidentes dos conselhos municipais.

  Na abertura da audiência, realizada no Plenário Edroim Reverdito, o secretário adjunto, Ivan Jorge apresentou os dados referentes à peça orçamentária do próximo ano.

  Segundo Ivan, “2009 foi um ano atípico para todos os municípios do Estado, que sofreram mais por sermos um Estado do agronegócio. De julho para cá, ou seja, em 3 meses, perdemos R$ 16 milhões em receita de ICMS, IPM e do Fundeb, o que representa uma queda de 36% dessas receitas. 2008 foi um dos melhores anos.O que não pudemos fazer em 2009 por conta da crise econômica que diminuiu a arrecadação, vamos acrescer em 2010. O orçamento para 2010 teve um incremento de apenas 10,27%, o menor índice já apresentado aqui para votação pela Câmara Municipal. Do orçamento de 2009, 91% dele já foi executado e só não fizemos mais porque causa desta queda da receita”, avaliou o secretário adjunto.

  O vereador Mario Cesar – presidente da Comissão de Finanças e Orçamento e relator da peça orçamentária – alegou que o orçamento será analisado com toda responsabilidade e comprometimento por parte dos vereadores. “Vamos juntos construir uma Campo Grande. Com maturidade e transparência vamos trabalhar na análise e votação deste orçamento.

  Nós vereadores conhecemos as necessidades da população porque estamos diretamente ligados aos moradores. Essa participação popular é importante para garantir a elaboração de um orçamento que contemple as necessidades mais urgentes das comunidades. Nós vereadores somos apenas instrumento de traduzir o que vocês [cidadãos] querem e somos o elo de ligação para levar essas reivindicações até o Poder Executivo”, disse o parlamentar.

  O vice-presidente da Comissão, vereador Flávio César afirmou que “a palavra de ordem é: responsabilidade. A vontade é grande e o anseio ainda maior de atender a todos os pedidos da população, mas temos que ter cautela. Vamos juntos buscar mais qualidade de vida para os campo-grandenses e que possamos ter essa consciência e essa seriedade no momento de analisar o Orçamento”, disse.

  Vereador de primeiro mandato, Carlão se disse emocionado em votar pela primeira vez o Orçamento Municipal. “Estamos com ansiedade de contemplar tudo, mas temos que ter responsabilidade e atender todas as regiões e não centralizar os investimentos em um lugar só. Temos que fazer do pouco que tem, render mais, aplicando bem o dinheiro do povo”, revelou Carlão.

  O vereador João Rocha – 1º secretário – destacou a importância de se debater o orçamento com a população. “Vamos construir juntos o melhor orçamento para 2010, atendendo a todas as regiões”, salientou o edil. A audiência pública contou com a presença dos presidentes do Conselho Regional da Região Urbana do Imbirussu, da Região do Bandeira, da Região do Segredo, da Região do Anhanduizinho e também do bairro Tirandentes II, que fizeram uso da Palavra para destacar as necessidades de cada localidade.

Banner Whatsapp Desktop
Annelies
ALMS