07 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Campo Grande

Olarte anuncia quatro primeiros nomes do secretariado e promete nove para hoje

14 março 2014 - 11h11
Cassems

O novo prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), em seu primeiro dia útil no cargo, após posse ontem, onde disse que não pode demorar para tomar decisões e pediu a 'ajuda' e união da cidade, já promete empossar nove secretários até fim da tarde de hoje (14), com agenda prevista de reunião à noite, com os secretários. Nesta manhã de sexta-feira, Olarte, anunciou que havia definido os quatro primeiros nomes do secretariado, onde três são novidades e outro nome confirmado é o do secretário Semy Ferraz (PT), que foi convidado a continuar na pasta responsável pelas obras da Prefeitura.

Olarte, também confirmou que deve nomear dois vereadores para outras duas pastas. Os cotados e que foram ou serão convidados são: Edil Albuquerque (PMDB) para Sedesc e o médico Jamal Salem (PR), para a Saúde. Outro nome que poderá ser mantido é o de Jean Saliba (Agetran), indicado pelo PTB, a três meses.

Os já confirmados são, o secretário de governo, que será o advogado Rodrigo Pimentel, que recebeu o convite. “Eu fui convidado e até o fim da manhã vou decidir”, afirmou. Outro nome, já conhecido no meio político, mas que nunca foi do Executivo, é o procurador jurídico da Câmara da Capital, André Scaff, que foi indicado para ser o secretário de Planejamento, Finanças e Controle. A ida dele aproxima mais a Prefeitura da Câmara, visando já evitar a briga que havia entre Legislativo e Executivo na administração passada.

O quarto nome ratificado é de Cícero Ávila, como presidente da Funsat (Fundação Social do Trabalho). Ele 'volta' ao cenário, tendo sido ex-diretor da Funtrab (Fundação do Trabalho de MS). Agora ele vem em âmbito municipal, a frente da Funsat que antes estava sob o comando de Aldo Donizete (PPS). Ávila participou da gestão do órgão na gestão do então prefeito André Puccinelli (PMDB) já no seu primeiro mandato para promover políticas públicas ao trabalho. Ele presidiu a CMER (Comissão Municipal de Emprego e Renda de Campo Grande) e depois inaugurou a Agência Pública do Trabalho da Capital, hoje Funsat.

De Bernal, mas 'técnico bom', Semy fica

Apesar das controvérsias, o nome confirmado do secretário Semy Ferraz, que continua na pasta responsável pelas obras da Prefeitura. Mesmo sendo filiado ao PT, que fazia firmemente parte da gestão Bernal, e, sendo um dos principais adversários do governador André Puccinelli. Ele já foi deputado estadual.

O petista é considerado técnico competente e viabilizou os recursos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), como os R$ 300 milhões para pavimentação.

Outros - Vereadores

O vereador Edil confirmou que recebeu o convite para voltar para  Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Turismo e Agronegócio), da qual comandou por 4 anos na gestão de Nelsinho Trad. Ele aponta que provavelmente irá aceitar o convite. "Quero ir conversar com o prefeito para definir, ainda nesta manhã, se aceito o convite", disse. Ele completou que é quase certo, "Eu tenho boa relação com o Olarte, eu era presidente da Câmara quando ele era vereador. Já trabalhamos juntos”, lembrou.

O segundo vereador que deverá integrar a nova gestão é o médico Jamal Salem (PR). Ele foi um dos principais críticos da atual gestão e deverá assumir a vaga do secretário municipal de Saúde, Ivandro Corrêa Fonseca. No final do ano passado e no início deste ano, Jamal chegou a realizar três reuniões com técnicos da secretaria para conhecer os problemas e projetos em execução.

Nomes – O prefeito de Campo Grande ressaltou que vai divulgar os novos nomes, ainda hoje (14) no Diário Oficial de Campo Grande. Ele ressaltou que os cargos serão preenchidos com pessoas de perfil técnico e com auxílios dos partidos.

Na agenda do prefeito para hoje está previsto, às 19h, uma reunião de trabalho, já com o secretariado, no gabinete do Paço Municipal.

Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE