08 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Internet

Nova rede social investe no tempo com aprendizagem

10 fevereiro 2014 - 11h48
Usado por 12.648 pessoas de 51 países
Usado por 12.648 pessoas de 51 países - Reprodução / ESPM
Cassems
Muitas vezes, gastamos nosso tempo online em atividades pouco produtivas. Minutos vendo inutilidades nas redes sociais poderiam ser dedicados a aprender algo, como tocar violão, dançar ou cozinhar melhor.
 
Por exemplo, você domina o Inglês e quer muito aprender a fazer tricô. Então, passa a oferecer a alguém uma hora daquilo que sabe fazer melhor, e em troca ganha TimeMoney para buscar a habilidade que sempre quis aprimorar.
 
O conceito da troca de tempo vem sendo aplicado desde a década de 1980, segundo Lorrana Scarpioni, CEO e cofundadora da Bliive. Depois de assistir a dois documentários, o Us Now, sobre colaboração online e The Money Fix, sobre economia criativa, a empreendedora teve a ideia de unir o banco de tempo à internet, em 2012.
 
“Comecei a ver que o dinheiro pode ser mais saudável e pensei em trazer a troca de tempo, que já existia, para o ambiente virtual”, afirma Lorrana.
 
Quando foi lançada, em agosto de 2013, a empresa contava apenas com Lorrana, dois designers e um programador. Desde então, a plataforma vem sendo utilizada por 12.648 pessoas de 51 países diferentes, o que resultou em mais de 21 mil horas oferecidas.
 
O Bliive é gratuito para todos os usuários e não trabalha com anúncios publicitários. A plataforma tem parcerias com ONGs que precisam de voluntários, o que possibilita aos usuários a troca de voluntariados por experiências no site.
 
A iniciativa também tem um viés corporativo. Empresas que queiram incentivar a troca de tempo entre seus funcionários podem contratar o serviço.
 
No momento, a empreendedora adianta que a empresa está finalizando investimento com um brasileiro. Outros investimentos, parcerias com pontos de troca e a criação de um aplicativo mobile também estão nos planos da Bliive em 2014.
 
Em seu curto tempo devida, a startup já conseguiu ir longe. “O que mais nos motiva é ver as pessoas se conhecendo e trocando experiências, sem precisar utilizar dinheiro”, finaliza Lorrana.
Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE