22 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Indústria

Momento é de união, afirma Longen sobre fábrica de fertilizantes da Petrobras

25 novembro 2009 - 16h48
Fort  Atacadista - 21 ANOS

  “No entanto, é necessário que tenhamos o amadurecimento necessário para assegurar o melhor aproveitamento dos benefícios que esta nova indústria vai promover”, ponderou.

  Nesse sentido, Longen reforça que o local da instalação da planta deve proporcionar as melhores condições para as áreas de logística e produção da empresa.

  “Nesse momento é importante que o equilíbrio prevaleça,” sugeriu o presidente da Fiems, apontando o critério técnico como melhor solução para definir a cidade onde a Fábrica será instalada. “O momento é de união para que possamos transmitir segurança aos novos investidores,” avisa Longen.

  A nova fábrica da Petrobrás vai produzir uréia e pode ser instalada em Campo Grande, Três Lagoas ou Corumbá. A uréia, assim como a amônia, são matérias-primas para a fabricação de fertilizantes. Os projetos já foram apresentados ao presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva pelo presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli.

  O empreendimento deverá garantir investimento de US$ 2 bilhões e gerar milhares de empregos. O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, disse que o Governo quer criar um marco regulatório que estimule a exploração de jazidas de potássio, outra matéria-prima fundamental na produção de fertilizantes. "Isso é importante para resolver o problema dos fertilizantes. Hoje somos vulneráveis e, toda a vez que o preço dos fertilizantes sobe, parte da renda do produtor acaba", disse.

Banner Whatsapp Desktop
PMCG
ALMS