22 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
OAB

Mobilização da OAB-MS barra votação do "tarifão" judiciário

28 outubro 2009 - 13h25
Fort  Atacadista - 21 ANOS

  Liderados pelo presidente da OAB-MS, Fábio Trad, advogados ocuparam o plenário da Assembléia Legislativa e após negociações com as principais lideranças partidárias houve concordância para que a proposta não fosse levada a votação hoje, aguardando-se o retorno do presidente da Casa, deputado Jerson Domingos, que se encontra em viagem à China.

  “Defendemos uma discussão mais ampla do projeto”, enfatizou Fábio Trad, observando que não procede o argumento daqueles que defendem o “tarifão” de que o projeto do Judiciário não pode sofrer emendas. Segundo ele, o Supremo Tribunal Federal já decidiu que em havendo repercussão externa, ou seja sobre o povo, a proposta pode sofrer alterações no Legislativo.

  O projeto teve o parecer aprovado ontem, em primeira votação pelos deputados, e deveria voltar à votação hoje, mediante um acordo de lideranças. Deputados como Pedro Teruel, Pedro Kemp, Amarildo Cruz, Zé Teixeira e Marquinhos Trad votaram contra o parecer do presidente da Comissão de Constituição e Justiça .

  A Seccional da OAB sustenta que o projeto do Judiciário é exorbitante na fixação dos novos valores de custas e penalizará a classe assalariada, dificultando-lhe o acesso à Justiça.

  Fábio Trad também rebateu, na manhã de hoje, afirmações de que somente agora a Seccional estaria se interessando em discutir o assunto. Ele lembrou que já em setembro último, a diretoria levou o projeto do Judiciário ao conhecimento de seu Conselho Seccional.

   Na época, o conselheiro Márcio Torres, os presidentes de Subseções e conselheiros seccionais discutiram e rejeitaram a proposta, sugerindo modificações com a minoração dos valores de custas propostos pelos TJ/MS.

 

 

Banner Whatsapp Desktop
PMCG
AL MS