03 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Comemoração

Missa em ação de graças celebra aniversário de Dourados

20 dezembro 2013 - 15h56
Os 78 anos de emancipação de Dourados obteve uma comemoração com missa de ação de graças, no fim da manhã desta sexta-feira, na Igreja que leva o nome da padroeira da cidade, Imaculada Conceição.
 
“Foi uma missa especial que será presidida pelo bispo Dom Redovino Rizzardo e contará com a presença de padres das paróquias de Dourados”, diz o padre Crispim Guimarães, pároco da igreja matriz.
 
Neste mês de dezembro a igreja tem uma vasta programação voltada ao Natal. As comemorações tiveram iní-cio no dia 29 de novembro e prosseguem até o dia 6 de janeiro, com a manifestação da Epifania do Senhor, quando o filho de Deus nasceu.
 
De acordo com o padre Crispim, as duas principais missas tradicionais de Natal serão celebradas no dia 24, às 20h, e no dia 25, às 19h.
 
Época de festas e confraternizações, o Natal tem uma grande representação para muitas famílias, no entanto, para a igreja, o Natal é um período de celebrar o advento de Jesus Cristo.
 
“Essa manifestação de vida acontece em nós. E se o nosso coração se abre para reconhecer a importância de Jesus para a humanidade, toda a vida tem uma nova conotação e fica iluminada”, diz padre Crispim.
 
O reconhecimento de Jesus significa esperança, sentido para existência, paz, justiça, fraternidade.
 
“Jesus Cristo representa tudo isso, mas não uma representação do passado, é algo que está no presente”, explica padre Crispim, lembrando Madre Teresa de Calcutá como uma verdadeira representante do Natal. “Quando se lembra de Madre Teresa, se lembra do Natal, ir ao encontro do próximo”.
 
Quem tem espírito de Natal, segundo o padre, não se conforma com a infelicidade alheia. Isso não significa, apenas, fazer o bem ao próximo, mas também encontrar o bem em Jesus, e o encontro é reconhecido no dia a dia.
 
Crispim Guimarães explica que o significado da bênção “vão em paz e que o senhor vos acompanhe”, falado pelos padres ao final da celebração é o anúncio para o início de uma grande missa, a verdadeira missão, de colocar em prática tudo aquilo repassado durante a missa, a palavra de Deus.
 
“O Natal não é só ficar em festa, viver em festa, e sim ir ao encontro das pessoas necessitadas. É preciso mostrar o Natal aos outros e isso se faz com justiça, fraternidade, indo ao encontro do próximo, mas que isso não fique apenas nesta data, é preciso ser realizada o ano todo”, resume o pároco, deixando, ainda uma mensagem de fim de ano: que o Natal possa fazer em nossos corações aquilo que o anúncio do anjo fez à Maria, enchê-la de Espirito Santo, e que os nossos corações se encham de Deus”, disse
Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE