27 de fevereiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Internacional

Magnata russo anistiado pede visto à Suíça

24 dezembro 2013 - 16h50
O magnata russo Mikhail Khodorkovski, libertado da prisão na sexta-feira por um indulto concedido pelo presidente Vladimir Putin, pediu hoje (24) um visto para viajar à Suíça. A informação foi divulgada hoje pelo Ministério de Relações Exteriores suíço.
 
Khodorkovski está em Berlim, para onde foi levado logo após sua soltura. O ex-proprietário da empresa petrolífera Yukos e inimigo de Putin deixou a prisão meses antes do fim de sua pena. Ele passou dez anos encarcerado por crimes de sonegação fiscal e outras fraudes. A oposição ao governo de Putin considerava, no entanto, os motivos de sua prisão como políticos.
 
Segundo um porta-voz da chancelaria suíça, o pedido do magnata será avaliado nos próximos dias. O visto solicitado por Khodorkovski valeria para uma permanência de três meses. A segunda mulher do magnata, Inna, tem uma casa em Genebra. Outras empresas que eram conduzidas pelo opositor de Putin antes de sua prisão tinham operações na Suíça.
 
A libertação de Khodorkovski fez parte de um "pacote de bondades" anunciado por Putin a poucos semanas dos Jogos Olímpicos de Inverno, que acontecerão na cidade russa de Sochi.
Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE
TJ MS